Últimas Notícias | 14 de maio de 2021

Ano 14, Edição 026.


O alto astral é o sistema imunológico do cérebro!


Leia agora em nosso boletim:


Por que as pessoas gostam tanto de filmes de comédia romântica

Part of Suez Canal to Be Expanded in Wake of Debacle

Stoller adquire startup de inteligência artificial no campo

IBGE assegura nova safra recorde no Brasil


Por que as pessoas gostam tanto de filmes de comédia romântica

As comédias românticas são geralmente rejeitadas pelos críticos de cinema como sendo filmes sentimentais demais e sem mérito intelectual. Mas a popularidade desse gênero com o público, que procura esses filmes precisamente por causa de suas qualidades de "bem-estar", conta uma história mais favorável. Agora, pela primeira vez, este popular gênero de filme foi examinado cientificamente. Pesquisadores do Instituto Max Planck de Estética Empírica, na Alemanha, investigaram quais filmes de comédia romântica são considerados prototípicos pelos espectadores e quais fatores constituem seu efeito de bem-estar.



Filmes para levantar o astral - Cerca de 450 participantes da Alemanha, Áustria e regiões de língua alemã da Bélgica e Suíça participaram do estudo. As respostas apontam para as comédias românticas como tendo um potencial particularmente alto para levantar o astral, ou, como dizem os cientistas, para "elevação emocional". Os filmes mais identificados como típicos da comédia romântica incluem Simplesmente Amor, Uma Linda Mulher, O Fabuloso Destino de Amélie Poulain e Intocáveis. Segundo a equipe, os resultados do estudo fornecem pistas sobre quais características relacionadas ao conteúdo e características formais os filmes devem ter para que o público se sinta particularmente bem enquanto os assiste. "Além de um elemento de humor e do clássico final feliz, os filmes de bem-estar podem ser identificados por certos padrões e personagens recorrentes da trama," explicou o pesquisador Keyvan Sarkhosh. "Frequentemente, isso envolve pessoas desajustadas em busca do amor verdadeiro, que precisam provar seu valor e lutar contra circunstâncias adversas, e que acabam descobrindo seu papel na comunidade."


Filmes românticos, de elevação emocional, e não são bregas - Mas os filmes de comédia romântica são caracterizados não apenas por romance e humor, mas também por momentos de drama, que geralmente têm um forte efeito emocional sobre os espectadores. Ao mesmo tempo, essas características são frequentemente incorporadas a um cenário de conto de fadas, que é outro aspecto típico do gênero e contribui consideravelmente para sua percepção de leveza. Não menos importante, a mistura de todos esses elementos pode ser considerada constitutiva do filme de "elevação emocional", que fazem as pessoas sentirem-se bem. Os pesquisadores enfatizam o fato de que muitas pessoas assistem a filmes românticos especificamente para relaxar e levantar o ânimo. Muitos dos participantes do estudo concordaram que, embora os filmes alegres possam ser sentimentais, eles não eram bregas e, acima de tudo, eram tecnicamente bem feitos. A esse respeito, o uso positivo do rótulo de gênero pelos espectadores difere consideravelmente da perspectiva predominantemente negativa apresentada pelos críticos de cinema profissionais.


(Texto extraído do artigo científico entitulado “The Feel-Good Film”, dos autores Keyvan Sarkhosh, e Winfried Menninghaus, publicado na revista Projections)


Part of Suez Canal to Be Expanded in Wake of Debacle

Egypt on last Tuesday announced plans to widen and deepen the southern part of the Suez Canal where a hulking vessel ran aground and closed off the crucial waterway in March. The head of the Suez Canal Authority, Lt. Gen. Osama Rabie, announced details of the plan in a televised ceremony in the canal’s city of Ismailia. Egyptian President Abdel-Fattah el-Sissi and top government officials attended the ceremony. The plan includes widening the canal’s southernmost stretch by about 40 meters (yards) to the east, on the side of the Sinai Peninsula, Rabie said. That segment would also be deepened to 72 feet, from the current 66 feet in depth. That part of the canal is 30 kilometers (18 miles) long. The plan also includes a 10-kilometer-long extension of a second lane of the waterway that opened in 2015. That would bring the double-lane stretch of the canal to 82 kilometers, or 60 miles, allowing more vessels to pass through the canal.


Ever Green financial dispute yet not - The Ever Given, a Panama-flagged, Japanese-owned ship, had ran aground in the single-lane stretch of the canal on March 23 before it was extracted six days later after a massive salvage effort by a flotilla of tugboats. The vessel is still held in the canal's Great Bitter Lake amid a financial dispute between its owners and the Suez Canal Authority. The six-day blockage disrupted global shipment. Some ships were forced to take the long alternate route around the Cape of Good Hope at Africa’s southern tip, requiring additional fuel and other costs. Hundreds of other ships waited in place for the blockage to end. About 10% of world trade flows through the canal, a pivotal source of foreign currency to Egypt. Some 19,000 vessels passed through the canal last year, according to official figures. (Manufacturing.Net newsletter)


Stoller adquire startup de inteligência artificial no campo

O Grupo Stoller adquiriu participação societária na Cromai, startup AgTech que é uma das cinco mais promissoras no mundo em Visão Computacional para Agricultura, segundo pesquisa da Startup Insights. O objetivo da gigante mundial de nutrição e fisiologia vegetal é unir inteligência artificial e os algoritmos no manejo e cultivo com tecnologia de interpretação de dados em tempo real. “A participação societária na Cromai é um passo importante para oferecer ao agricultor serviços digitais que o ajudem a fazer a gestão de sua propriedade de forma mais assertiva. Esse movimento está alinhado com nosso propósito de construir soluções inovadoras e sustentáveis, ao lado de nossos clientes e parceiros”, analisa Rodrigo Ferreira de Oliveira, vice-presidente do Grupo Stoller para o MERCOSUL/Ásia/Oceania. O desenvolvimento da inteligência artificial aplicada ao campo pelas duas empresas ocorre há três safras. Em 2022 estará disponível aos produtores de Café. A partir de 2023, estão previstos lançamentos para cana-de-açúcar e grandes culturas, em especial para soja, milho e algodão. O projeto inicia-se no Brasil, mas expande em um projeto global do Grupo Stoller, que hoje está presente em 56 países.


Tecnologia à disposição do agricultor - O produtor poderá decidir as ações de manejo, traduzido em resultados das informações em tempo real, além do funcionamento fisiológico e estado nutricional das plantas, nível de cobertura vegetal, estande de plantas, temperatura foliar, intensidade e identificação de falhas e plantas daninhas e classificação da maturidade do grão de café. O agricultor irá usufruir de tecnologias de última geração em sensores e de inteligência artificial, que permitirão monitorar com precisão o funcionamento das plantas e suas interações com o ambiente, podendo adotar manejos mais assertivos sob o ponto de vista da fisiologia da planta, conforme informou Stella Cato, diretora de Pesquisa e Desenvolvimento na Stoller no Brasil. (Portal AGROLINK)


IBGE assegura nova safra recorde no Brasil

O Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística divulgou, na quarta-feira, 12, a sua projeção para a safra de grãos brasileira. A estimativa de abril para a produção de cereais, leguminosas e oleaginosas de 2021 continua recorde com 264,5 milhões de toneladas, 4,1% acima, ou 10,3 milhões de toneladas a mais que a obtida em 2020, que produziu 254,1 milhões de toneladas. Esta projeção apresenta um declínio de 0,2%, ou 409,9 mil toneladas a menos que a estimativa anterior de 264,9 milhões de toneladas. A área a ser colhida é de 67,9 milhões de hectares, sendo 3,7% ou 2,4 milhões de hectares maior que a de 2020. O arroz, o milho e a soja são os três principais produtos deste grupo, que, somados, representam 92,9% da estimativa da produção e respondem por 87,8% da área a ser colhida. Em relação a safra passada houve acréscimos de 5,9% na área do milho, com 2,6% na primeira safra e 7,1% na segunda, de 4,1% na da soja e de 0,1% na do arroz. Por outro lado, houve declínios de 12,0% na área do algodão e de 0,1% na do arroz.


Sempre a soja - A produção de soja deve ser recorde e o IBGE projeta 131,9 milhões de toneladas, com alta de 8,6% na comparação com 2020. A produção do arroz foi estimada em 11,1 milhões de toneladas, com alta de 0,3%. Houve declínio de 0,7% na produção de milho, com queda de 3,1 % na primeira safra e alta de 0,1% na segunda, totalizando 102,5 milhões de toneladas. A estimativa de produção de algodão herbáceo também teve queda de 16,8%, totalizando 5,9 milhões de toneladas.


Estimativas por regiões - As regiões Sul (11,7%), Sudeste (6,0%), Norte (1,3%) e Nordeste (4,1%) tiveram acréscimos em suas estimativas. O Sul deve produzir 81,6 milhões de toneladas (30,9% do total do país), o Sudeste, 27,3 milhões de toneladas (10,3% do total), o Nordeste, 23,5 milhões (8,9% do total) e o Norte, 11,1 milhões (4,2% do total). Já o Centro-Oeste teve queda de 0,7% em sua estimativa e deve produzir 120,9 milhões de toneladas em 2021, ou seja, 45,7% do total produzido no país. Entre as unidades da Federação, o Mato Grosso lidera, com uma participação de 27,2%, seguido pelo Paraná (15,3%), Rio Grande do Sul (13,4%), Goiás (9,8%), Mato Grosso do Sul (8,3%) e Minas Gerais (6,4%), que, somados, representaram 80,4% do total nacional.


Batatas, feijão, milho, trigo, café, cevada e soja crescem de produção - Em abril, destacaram-se as variações positivas nas seguintes estimativas de produção em relação a março: batata-inglesa 3ª safra (23,1% ou 153,0 mil toneladas), da batata-inglesa 1ª safra (3,9% ou 70,4 mil toneladas), do feijão 1ª safra (2,2% ou 27,8 mil toneladas), do milho 1ª safra (1,3% ou 339,0 mil toneladas), do trigo (1,2% ou 84,0 mil toneladas), da cevada (0,8% ou 3,4 mil toneladas), do café canephora (0,4% ou 4,1 mil toneladas), da soja (0,1% ou 97,0 mil toneladas).


Em declínio - São esperados declínios na produção do feijão 2ª safra (-8,2% ou 98,7 mil toneladas), da laranja (-8,1% ou 1,3 milhão de toneladas), da cana-de-açúcar (-2,1% ou 14,0 milhões de toneladas), da batata 2ª safra (-1,3% ou 16,0 mil toneladas), da aveia (-1,2% ou 12,1 mil toneladas), do milho 2ª safra (-1,1% ou 875,5 mil toneladas), do café arábica (-1,0% ou 20,0 mil toneladas) e do feijão 3ª safra, com apenas 100 toneladas a menos. (Portal AGROLINK)


Upbeat Consulting | Upbeat MDC Consultoria Empresarial Ltda


Integrar disciplinas executando transições eficazes traz a vitória, no triathlon e nos negócios. Desenvolvemos soluções estratégicas que combinam capital humano, marketing e vendas. Maximizamos performance e proporcionamos resultados campeões para nossos clientes junto aos seus colaboradores, consumidores e acionistas atuando na gestão integrada de soluções em transições de carreira, de informação e de negócios.


Upbeat Consulting

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.

+55 11 5199 2919 | www.upbeatconsulting.net


Vamos com tudo!


Rodrigo N. Ferraz | rodrigo@upbeatconsulting.com.br

Ruben D.F. Ferraz | r.ferraz@upbeatconsulting.com.br


Tags: #serviços #tecnologia #alimentos #varejo #aconselhamentoparaqualquermomentodecarreira #vagasdifíceis #headhuntingvagasdifíceis #outboundhiring #boletimupbeatmdc #upbeatconsulting #energiasalternativas #vamoscomtudo #agronegocios #marketingparamarcasempregadoras