Últimas Notícias | 01 de março de 2021

Ano 14, Edição 011.


"As pessoas estão tão acostumadas a ouvir mentiras, que sinceridade demais choca e faz com que você pareça arrogante." (Jô Soares)


"Pouca sinceridade é uma coisa perigosa, e muita sinceridade é absolutamente fatal." (Oscar Wilde)


Leia agora em nosso boletim:


Para parecer sincero, responda rápido

A fusão de Hapvida e Intermédica

Hypera divulga um bom resultado

Bill Gates investe em agtech de biológicos



Para parecer sincero, responda rápido

Você já deve ter ouvido inúmeros conselhos sobre pensar antes de responder, não reagir às coisas impetuosamente e outras ponderações semelhantes. Mas parece que a cultura popular não incorporou a sabedoria desses conselhos. De fato, quando as pessoas fazem uma pausa antes de responder a uma pergunta, mesmo que por apenas alguns segundos, suas respostas são percebidas como menos sinceras e menos confiáveis do que se elas tivessem respondido imediatamente. E, quanto mais longa a pausa, menos sincera a resposta parece aos outros. "Avaliar a sinceridade de outras pessoas é uma parte onipresente e importante das interações sociais," comenta o professor Ignazio Ziano, da Escola de Gerenciamento de Grenoble, na França. "Nossa pesquisa mostra que a velocidade de resposta é uma pista importante na qual as pessoas baseiam suas inferências de sinceridade."



Verdades rápidas, mentiras lentas - Os pesquisadores conduziram uma série de experimentos envolvendo mais de 7.500 indivíduos nos Estados Unidos, Reino Unido e França. Os participantes ouviam um trecho de áudio, ou viam um vídeo ou liam o relato de uma pessoa respondendo a uma pergunta simples - por exemplo, se haviam gostado de uma torta feita por um amigo ou se roubaram dinheiro no trabalho. Em cada cenário, o tempo de resposta variou de imediato a um atraso de 10 segundos. Em todos os 14 experimentos, os participantes classificaram consistentemente as respostas mais demoradas como menos sinceras, independentemente da pergunta, fosse uma pergunta inofensiva sobre a torta ou uma mais séria sobre cometer um crime. Algumas poucas condições reduziram esse efeito: Por exemplo, se a resposta era considerada socialmente indesejável, como dizer: "Não, não gosto" quando um amigo pergunta se você gostou da torta, a velocidade de resposta não pareceu importar muito, sendo considerada sincera fosse rápida ou lenta. O mesmo aconteceu se as pessoas pensassem que uma resposta mais lenta era devido ao esforço mental - por exemplo, ter que pensar no passado se você roubou um doce 10 anos atrás, com a velocidade de resposta tendo um efeito menor.


Implicações práticas - Segundo Ziano, estes resultados têm amplas implicações. "Sempre que as pessoas estão interagindo, elas estão julgando a sinceridade umas das outras. Esses resultados podem ser aplicados a uma ampla gama de interações, desde bate-papos no local de trabalho a brigas de casais e de amigos. Além disso, em entrevistas de emprego e em audiências e julgamentos em tribunais, as pessoas costumam ser encarregadas de julgamentos de sinceridade. Aqui, também, a velocidade de resposta pode desempenhar um papel," disse ele.


(Texto extraído do artigo científico “Slow lies: Response delays promote perceptions of insincerity” dos autores Ignazio Ziano e Deming Wang, publicado no Journal of Personality and Social Psychology)


A fusão de Hapvida e Intermédica

As empresas de saúde listadas na Bolsa de Valores têm feito movimentos que estão chamando a atenção do mercado e dos investidores. No fim de semana foi confirmada a fusão de duas empresas do setor: Hapvida e Intermédica. Além disso, a empresa farmacêutica Hypera divulgou na noite de sexta-feira, 26, seus resultados do quarto trimestre de 2020 e surpreendeu com forte crescimento. Confira a seguir a análise de Felipe Belivacqua, analista e sócio-fundador da casa de análise Levante Ideias de Investimento. Todos os dias, Belivacqua traz notícias e análises de empresas de capital aberto para você tomar as melhores decisões de investimentos.


A maior fusão desde 2008 - Saiu no fim de semana a confirmação da fusão de duas empresas do setor de serviços de saúde: Hapvida e Intermédica. A união fez surgir um gigante com mais de 13,6 milhões de usuários de convênios. A nova empresa vale cerca de R$ 110 bilhões. É a maior junção de companhias desde que o Itaú e o Unibanco se uniram em 2008. As negociações já estavam acontecendo desde o início do ano. A fusão faz muito sentido. A Hapvida é líder de vendas no Norte e no Nordeste. Intermédica tem forte posição no Sudeste. O acordo trará logo de cara aspectos positivos para a nova companhia: redução de custos com os ganhos de escala e capacidade de acelerar um plano de expansão. As ações da Hapvida são negociadas pelo código HAPV3 e a da Intermédica pelo código GNDI3 e devem ter uma boa valorização. A proposta ainda tem de ser aprovada pelo CADE - Conselho Administrativo de Defesa Econômica e pela ANS - Agência Nacional de Saúde Suplementar.


Hypera divulga um bom resultado

A empresa farmacêutica Hypera divulgou na noite de sexta-feira, 26, o resultado do quarto trimestre de 2020. Os números divulgados foram bons, com lucro de R$ 314,9 milhões, o que representa um crescimento de 31,9% sobre o mesmo período de 2019. A Hypera atua no mercado farmacêutico em medicamentos sem e com necessidade de prescrição médica, medicamentos genéricos, perfumaria e produtos dermatológicos. Algumas de suas marcas são bem conhecidas, como Biotônico Fontoura, Engov, Merthiolate e Neo Química.


Fatores de melhoria - A melhora do resultado ocorreu em função de dois fatores. O primeiro foi a volta gradual do movimento nas farmácias com o afrouxamento das restrições de circulação. O segundo ponto foi o aumento da preocupação com a saúde com o avanço da pandemia. Outro aspecto que merece ser mencionado é sobre a linha de genéricos Neo Química, que vem se consolidando como um dos líderes de mercado e obteve um bom crescimento ao longo do ano. A Neo Química é a dona do direito de nome do estádio do Corinthians, o Neo Química Arena. Por último, ao longo dos próximos resultados de 2021, serão vistos os impactos de aquisições relevantes realizadas pela Hypera, como a Buscopan e a farmacêutica Takeda. (Portal Economia UOL - material foi elaborado pela Levante Ideias e pelo analista Felipe Bevilacqua)


Bill Gates investe em agtech de biológicos

O magnata e multimilionário dono da Microsoft, Bill Gates e sua esposa Melinda Gates, vão investir 10 milhões de dólares, mais de 54 milhões de reais no câmbio atual, em uma agtech fundada por um brasileiro. A Provivi foi fundada nos Estados Unidos em 2013 por Pedro Coelho e desenvolveu um feromônio biológico que causa confusão sexual na lagarta-do-cartucho - Spodoptera frugiperda. Com o dinheiro, a startup vai levar seus produtos a preço de custo para produtores do Quênia, Índia e Bangladesh. Desde sua fundação, a empresa já recebeu 200 milhões de dólares de aportes de investidores. O feromônio, quando aplicado, cria uma nuvem que causa uma confusão sexual na lagarta e, com isso, os machos não fecundam os óvulos das fêmeas. A estratégia vem sendo adotada para driblar a resistência a inseticidas. A lagarta-do-cartucho ataca plantações de milho, soja e algodão e até os 30 dias de desenvolvimento da cultura pode causar prejuízos de 15 %, já no florescimento podem chegar a 34%.


A Provivi - A empresa desenvolve outros produtos, como um feromônio específico para o arroz, que evita as pragas yellow stem borer e strip stem borer, que será comercializado em Bangladesh. A grande vantagem é reduzir a necessidade de defensivos químicos, que são caros, oferecendo uma alternativa biológica. Atualmente, a Provivi atua comercialmente apenas no México, mas tem escritórios no Brasil, Argentina, China, Índia, Quênia e Bangladesh. No início de fevereiro, a startup conseguiu a aprovação regulatória no Quênia. A solução para o cultivo de arroz em Bangladesh também deve chegar ao mercado no final de 2021.


No Brasil - De acordo com Coelho, a demanda por uma produção mais sustentável vem também dos consumidores. “Muitos estão dispostos a pagar mais por algo produzido de forma sustentável, na Europa, Estados Unidos e na China”, afirma. Do ponto de vista do produtor, o uso de produtos biológicos representa uma forma de ser reconhecido na cadeia e aumentar seu faturamento. O lançamento do feromônio contra a lagarta-do-cartucho no Brasil está previsto para o fim deste ano. Em 2020, o produto recebeu a aprovação do Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento. Agora, a empresa está fazendo ensaios principalmente em fazendas de algodão na Bahia e Mato Grosso, antes do lançamento comercial. (Portal AGROLINK)


Upbeat Consulting | Upbeat MDC Consultoria Empresarial Ltda


Integrar disciplinas executando transições eficazes traz a vitória, no triathlon e nos negócios. Desenvolvemos soluções estratégicas que combinam capital humano, marketing e vendas. Maximizamos performance e proporcionamos resultados campeões para nossos clientes junto aos seus colaboradores, consumidores e acionistas atuando na gestão integrada de soluções em transições de carreira, de informação e de negócios.


Upbeat Consulting

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.

+55 11 5199 2919 | www.upbeatconsulting.net


Vamos com tudo!


Rodrigo N. Ferraz | rodrigo@upbeatconsulting.com.br

Ruben D.F. Ferraz | r.ferraz@upbeatconsulting.com.br


Tags: #serviços #tecnologia #alimentos #varejo #aconselhamentoparaqualquermomentodecarreira #vagasdifíceis #headhuntingvagasdifíceis #outboundhiring #boletimupbeatmdc #upbeatconsulting #energiasalternativas #vamoscomtudo #agronegocios #marketingparamarcasempregadoras