Últimas Notícias | 15 de março de 2021

Atualizado: Mar 26

Ano 14, Edição 014.


"A confiança é ato de fé, e esta dispensa raciocínio." (Carlos Drummond de Andrade)


Leia agora em nosso boletim:


Conquistar confiança no primeiro encontro

Startup Aevo recebeu aporte da KPTL para expansão

PIB do agro registra recorde de 24,31% em 2020

Safra de grãos será maior ainda do que o esperado


Conquistar confiança no primeiro encontro

Nos negócios, como na vida, é importante causar uma boa primeira impressão. E uma interação positiva inicial de confiança pode ser útil na construção de um relacionamento de confiança duradouro. Psicólogos constataram agora que confiar em uma pessoa desde o início pode trazer benefícios ao longo da vida do relacionamento, inclusive depois de uma violação futura dessa confiança. "Não é apenas um velho ditado, as primeiras impressões realmente importam, especialmente quando se trata de confiança," explica a professora Rachel Campagna, da Universidade de New Hampshire, nos EUA. "Durante uma interação inicial, um dos fatores mais importantes e imediatos que as pessoas consideram sobre outra pessoa é a confiabilidade. Isso pode afetar sua disposição de aceitar o risco e a vulnerabilidade e pode ajudar a desenvolver percepções e comportamentos futuros, como cooperação, seja para trabalho, negociações ou parcerias. A coisa se torna mais complexa depois de um intervalo significativo de tempo entre as interações."




Conquistando a confiança com ações - Os pesquisadores descobriram que, se a confiança é estabelecida em uma primeira reunião, mas logo depois uma das pessoas viola essa confiança, os outros tendem a perdoar mais porque automaticamente voltam à impressão inicial. No entanto, o que eles acharam igualmente interessante foi que, se as pessoas não fossem confiáveis durante uma primeira reunião, ou começassem com o pé errado e tivessem a oportunidade no futuro de violar ainda mais essa confiança, mas não o fizessem, elas na verdade passaram a ser consideradas as mais confiáveis de todas. Em outras palavras, uma pessoa que tinha passado uma primeira impressão de não confiável, mas justifica a confiança no futuro, passa à frente em confiabilidade até mesmo daquelas que causaram uma boa primeira impressão.


Consertando uma impressão negativa - "Um bom exemplo é entrar em uma negociação com um vendedor e a confiança ser questionada nesse primeiro encontro," explica Campagna. "Mas quando as duas pessoas se encontram novamente para finalizar a negociação, como assinar contratos, o cliente descobre que o vendedor fez algo para ajudá-lo que não era esperado. Esse simples ato é uma oportunidade de consertar qualquer impressão negativa de confiança inicial e pode até mesmo fortalecê-la com ações, como dar boas indicações do outro no futuro."


{Texto extraído do artigo científico “The (Mostly) Robust Influence of Initial Trustworthiness Beliefs on Subsequent Behaviors and Perceptions”, dos autores Rachel Campagna, Alexandra A Mislin, Kurt T Dirks, Hilary Anger Elfenbein, publicado na revista Human Relations}


Startup Aevo recebeu aporte da KPTL para expansão

Para cada nova pá de turbina eólica de mais de 50 metros de cumprimento, saída da linha de produção da Aeris, oito funcionários gastavam até três horas fazendo uma limpeza profunda. Até que um deles teve uma ideia simples: retirar o revestimento plástico da pá só após a conclusão de outros processos industriais que geravam muito pó. Nem sempre o que parece óbvio para o chão de fábrica é evidente para quem está na cúpula das organizações. Fazer circular ideias e implementá-las está entre os grandes desafios de inovação para as grandes empresas. Esta notícia é do terceiro trimestre do ano passado, mas serve para ilustrar a afirmação — Quando você coloca quem está na linha de frente para pensar em como melhorar os processos, você engaja todo mundo e destrava um conhecimento que já existe dentro da empresa —, diz Luís Felipe Carvalho, CEO da Aevo, empresa de software de gestão de inovação corporativa que recebeu um aporte de 4,2 milhões de reais do Criatec 3, fundo de inovação liderado pelo BNDES e gerido pela KPTL.


Demanda por inovação em alta - Com as medidas de isolamento social obrigando as empresas a se reinventar no meio digital, a demanda por soluções de inovação está em alta. A Aevo faturou no primeiro semestre de 2020 o mesmo que em todo o ano de 2019, e encerrou 2020 com 4 milhões de reais de receita. — A crise gerou urgência para inovar. E mostrou que quem estava um pouco mais preparado teve mais condição de atravessar a crise —, diz o CEO da Aevo. O sistema permite implementar programas de inovação em três frentes: estimular e recompensar funcionários a contribuir com ideias que geram valor para a empresa por meio de gamificação; implementar desafios de inovação aberta e conectar a empresa com startups e academia; e auxiliar na gestão do portfólio de projetos.


A Aevo – A empresa nasceu há 13 anos em Vitória, no Espírito Santo, como uma fábrica de software. Mas foi só a partir de 2016 que começou se especializar em um sistema de gestão de inovação. Dentre os clientes estão empresas como AmBev, CCR, MRV, Aeris, Alstom, entre outros. A Aevo foi uma das pioneiras em software de gestão de inovação no Brasil, mas não está só. No Brasil, os principais concorrentes são o Portal de Inovação, que também trabalha com gamificação, e a ACE, que lançou em abril do ano passado uma ferramenta gratuita para a gestão de ideias de funcionários. Lá fora, empresas como BrighIdea, HYPE Innovation e Spigit também oferecem esse tipo de solução. — No curto prazo, a Aevo terá que manter a distância dos concorrentes e ganhar mercado —, diz Eduardo Sperling, gestor do Criatec na KPTL. O aporte do Criatec 3 será usado para reforçar as equipes de marketing e vendas para acelerar a expansão no Brasil e no mercado internacional. Em termos de produto, a empresa está investindo em inteligência artificial para produzir análises e insights e ajudar no match das grandes empresas com as startups.


O Criatec 3 - É um fundo de investimentos com 220 milhões de reais de capital, que tem entre os principais investidores o BNDES e fundos de desenvolvimento estaduais. É voltado para empresas B2B em estágio inicial e com conhecimento proprietário e busca empresas de Norte a Sul do país. O fundo encerrou a fase de investimentos com diversos outros investidores. E deve buscar retorno até 2026. O perfil de risco do Criatec é um pouco diferente dos fundos de venture capital tradicionais: — A chance de encontrar um grande unicórnio é menor, mas com a Aevo, startup que ajuda empresas a inovar, que recebe aporte da KPTL e mira expansão internacional, aumentam as chances de encontrar mais rapidamente uma saída junto a um comprador estratégico —, avaliou Sperling. (Blog globo.com - Mariana Barbosa)


PIB do agro registra recorde de 24,31% em 2020

O PIB - Produto Interno Bruto do agronegócio cresceu 2,06% em dezembro e fechou o ano de 2020 com uma expansão recorde de 24,31%, na comparação com 2019. Com o resultado, o agronegócio ampliou para 26,6% sua participação no PIB total do país no ano passado. Em 2019, este percentual foi de 20,5%. De acordo com os dados divulgados pela CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, todos os segmentos da cadeia produtiva do agronegócio brasileiro no geral tiveram alta em 2020, com destaque para o setor primário (56,59%), seguido por agrosserviços (20,93%), agroindústria (8,72%) e insumos (6,72%). O desempenho do PIB do agronegócio reflete a evolução da renda real do setor, em que são consideradas as variações tanto de volume quanto de preços reais. Tanto a cadeia produtiva da agricultura (24,2%) quanto da pecuária (24,56%) tiveram expansão expressiva em 2020. Na parte agrícola, destaque para o movimento de alta de preços e o aumento da produção, com safra recorde de grãos e crescimento na oferta de café, cana-de-açúcar e cacau.


Safra de grãos será maior ainda do que o esperado

A safra de grãos 2020/21 será ainda maior do que o esperado. De acordo com o 6º levantamento da CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento, divulgado na quinta-feira, 11, o crescimento total na produção será de 6%. Com isso o volume estimado é de 272,3 milhões de toneladas ou 15,4 milhões de toneladas superior ao da safra 2019/20. O resultado é um incremento de 4 milhões de toneladas em relação à estimativa realizada no mês passado. O motivo está no crescimento de 6,7% na área de plantio do milho segunda safra. A previsão para o cereal é de uma produção total recorde, com a possibilidade de superar em 5,4% a safra 2019/20 e atingir mais de 108 milhões de toneladas. O volume histórico deve-se à participação assim distribuída: 23,5 milhões de toneladas na primeira safra, 82,8 milhões na segunda e 1,8 milhão na terceira safra.


A soja, os outros cereais, e o algodão - No caso da soja, a cultura vem mantendo a tendência de crescimento na área cultivada. Nesta safra, há possibilidade de crescer 4,1% em relação à safra passada, com uma área de 38,5 milhões de hectares e produção de 135,1 milhões de toneladas. O feijão também marca presença evolutiva e crescimento estimado de 1,6% na produção das três safras, totalizando 3,3 milhões de toneladas. A primeira está em fase final de colheita, já a segunda, em fase final de plantio. A terceira começa o plantio a partir da segunda quinzena de abril. Já para o arroz, há uma redução de 1,9% na produção frente à safra anterior, com uma produção prevista de 11 milhões de toneladas. Pouco mais de 10 milhões de toneladas são colhidas em cultivo irrigado e 900 mil em sequeiro. Para o amendoim, em melhor situação, o crescimento é de 2,7% na área total e produção estimada em 575 mil toneladas, 3,1% acima da obtida em 2019/20. O algodão segue na mesma linha, com redução de 14,5% na área cultivada e produção de 6,16 milhões de toneladas de algodão caroço, correspondendo a 2,5 milhões de toneladas de pluma.


A área de plantio - Apresenta um aumento de 3,6% sobre a da safra anterior, estimada atualmente em 68,3 milhões de hectares. Após a colheita, principalmente da soja e do milho primeira safra, são plantadas as lavouras de segunda e terceira safras e as de inverno em sucessão, que totalizam cerca de 20 milhões de hectares. (Portal Agrolink)


Upbeat Consulting | Upbeat MDC Consultoria Empresarial Ltda


Integrar disciplinas executando transições eficazes traz a vitória, no triathlon e nos negócios. Desenvolvemos soluções estratégicas que combinam capital humano, marketing e vendas. Maximizamos performance e proporcionamos resultados campeões para nossos clientes junto aos seus colaboradores, consumidores e acionistas atuando na gestão integrada de soluções em transições de carreira, de informação e de negócios.


Upbeat Consulting

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.

+55 11 5199 2919 | www.upbeatconsulting.net


Vamos com tudo!


Rodrigo N. Ferraz | rodrigo@upbeatconsulting.com.br

Ruben D.F. Ferraz | r.ferraz@upbeatconsulting.com.br


Tags: #serviços #tecnologia #alimentos #varejo #aconselhamentoparaqualquermomentodecarreira #vagasdifíceis #headhuntingvagasdifíceis #outboundhiring #boletimupbeatmdc #upbeatconsulting #energiasalternativas #vamoscomtudo #agronegocios #marketingparamarcasempregadoras