Últimas Notícias | 21 de setembro de 2020

Atualizado: Set 26


Headhunter sp, Headhunting brasil, Executive Search, Consultoria Empresarial, Gerenciamento de Carreira, Aconselhamento Profissional SP, M&A Brazil, SEO

"A educação tem raízes amargas, mas seus frutos são doces."

(Aristóteles)

Dez minutos de massagem e descanso combatem o estresse

"Descobrir" que massagem relaxa não parece uma grande novidade, mas os cientistas queriam saber o caminho fisiológico que gera os efeitos. Permitir-se alguns minutos de inatividade aumenta significativamente o relaxamento mental e físico. E uma pequena ajuda das mãos pode melhorar ainda mais os resultados. Psicólogos alemães observaram níveis mais elevados de relaxamento psicológico e fisiológico em pessoas após apenas dez minutos recebendo uma massagem. Mesmo dez minutos de descanso simples e solitário aumentaram o relaxamento, embora em um grau menor do que a massagem. Estes resultados fornecem a primeira indicação de que tratamentos de curto prazo podem reduzir de forma robusta o estresse em nível psicológico e fisiológico, estimulando o principal motor do corpo para o relaxamento, o SNP - sistema nervoso parassimpático.


Relaxamento e saúde - O estresse é conhecido por ter consequências negativas para a saúde. No lado positivo, nossos corpos têm um sistema regenerativo embutido, o SNP, para afastar o estresse em momentos de ameaça. Lançar uma resposta de relaxamento é, portanto, a chave para proteger nossa saúde e restaurar o equilíbrio em nosso corpo.


Fisiologia da massagem - A massagem tem sido usada para melhorar o relaxamento há milênios, mas não existe uma abordagem sistemática para confirmar de forma robusta seu efeito no SNP - sistema nervoso parassimpático, e se isso pode ou não ser usado como reabilitação para pacientes que sofrem de doenças relacionadas ao estresse. Este estudo indica que a massagem é uma intervenção fácil de aplicar que pode reforçar o principal motor de relaxamento do corpo e também levar a uma redução no estresse mental. A confirmação de que a massagem é eficaz no nível da psicologia e da fisiologia por meio do SNP abrirá o caminho para estudos futuros sobre a compreensão do papel do relaxamento no estresse, segundo a equipe de psicólogos alemães. "Para lidar melhor com os efeitos negativos do estresse, precisamos entender seu oposto, o relaxamento", justificou Jens Pruessner, da Universidade de Konstanz, na Alemanha. "As terapias de relaxamento mostram uma grande promessa como forma holística de tratar o estresse, mas é necessária uma avaliação científica mais sistemática desses métodos."


(Texto extraído do artigo “Standardized massage interventions as protocols for the induction of psychophysiological relaxation in the laboratory: A block randomized control trial”, dos autores Maria Meier, Eva Unternaehrer, Stephanie J. Dimitroff, Annika B. E. Benz, Ulrike U. Bentele, Sabine M. Schorpp, Maya Wenzel e Jens C. Pruessner, publicado na revista Nature Scientific Reports)


Laureate é alvo de aquisição

Algumas das maiores universidades brasileiras vivem dias agitados desde a semana passada, apesar das salas vazias e do silêncio imposto pela proibição de aulas presenciais. Em uma disputa acirrada, os grupos Ser Educacional, Yduqs e Ânima negociam a compra da operação local da universidade americana Laureate, dona de 11 instituições no Brasil, entre elas Anhembi Morumbi, FMU e BSP - Business School São Paulo. Com atuação em sete estados, a Laureate tem 50 campi universitários e 267 mil estudantes no País. Por enquanto, a única proposta concreta partiu da Ser Educacional, na noite do domingo, 13. O Goldman Sachs, banco contratado pela Laureate, recebeu a oferta formal de R$ 1,7 bilhão, em um negócio que pode chegar a R$ 4 bilhões com a assunção de R$ 623 milhões em dívidas e troca de ações da nova empresa.


Go-shop - Entre as cláusulas do acordo, no entanto, consta o “go-shop”, que permite a outras empresas fazer uma proposta maior. É aí que mora o risco para a Ser Educacional. A primeira tacada é vista como a menos interessante porque envolve troca de ações em um percentual muito elevado. Serão mais de 100 milhões de ações, que respondem por 44% do capital da companhia fundada por Janguiê Diniz. Por isso, a Yduqs mergulhou na disputa e afirmou que pretende apresentar uma proposta mais atraente à Laureate por entender que a união de suas operações seria mais vantajosa. De acordo com fontes, Yduqs já vinha avaliando a compra da Laureate havia mais de um mês. Ao ser surpreendida pela oferta da Ser, a Yduqs decidiu antecipar a proposta, que deverá sair na próxima semana. O prazo limite para uma definição, pelos temos do acordo, é dia 13 de outubro. “Estamos concluindo uma proposta que será muito mais atraente do que a feita pela Ser”, afirmou um executivo da Yduqs. “A compra da Laureate é fundamental para a consolidação da nossa estratégia de crescimento nos próximos anos”, disse.


A Ser Educacional quer ampliar sua participação no país - “Com a incorporação da Laureate, vamos ampliar nossa presença em quase todos os estados do Brasil”, diz Jânyo Diniz, CEO da Ser Educacional. Mais do que um simples negócio de fusão ou compra, o que está em jogo é a liderança no mercado de educação superior no País. A aquisição da Laureate mudaria a posição das peças no tabuleiro do setor. Se a Yduqs fechar o negócio, o grupo vai se tornar a líder com cerca de 1 milhão de alunos, à frente da Cogna, que hoje possui 844 mil estudantes matriculados no ensino superior. Já a Ser Educacional passaria da oitava para a quarta posição e a deixaria bem mais próxima das líderes. A mineira Ânima deve também apresentar sua proposta nas próximas semanas.


O fim da Laureate - Nos bastidores, a Laureate tem declarado que pretende se desfazer de todo o negócio de educação no mundo até o fim deste ano. Por essa razão, uma proposta em dinheiro, sem troca de ações, seria mais bem vista pela matriz em Baltimore e a seus acionistas. Receber as ações da Ser Educacional amarraria a companhia até 2021, quando a operação deve receber o sinal verde do Conselho Administrativo de Defesa Econômica.


Yduqs e Ser em disputa pela Laureate - “Além de a Yduqs ter divulgado que acredita possuir condições para oferecer proposta concorrente mais atrativa que a da Ser para a aquisição da operação do grupo Laureate, os questionamentos quanto a composição de ações divulgadas gera uma certa incerteza quanto a conclusão da transação por parte da Ser Educacional”, afirmou o analista Luis Sales, em relatório da Guide Investimentos... Segundo o CEO da Ser Educacional, Jânyo Diniz, a incorporação da Laureate Brasil trará benefícios para ambas as companhias e permitirá dar um passo grandioso no aprimoramento do ensino superior do Brasil. “A Laureate é uma referência de oferta de cursos na área de saúde, especialmente em medicina. Com a incorporação, vamos agregar 11 instituições de ensino ao nosso portifólio e ampliar nossa presença em quase todos os estados do Brasil”, disse. (Blog Fusões & Aquisições, com informações do portal istoédinheiro)



Agro tem saldo comercial recorde

A balança comercial brasileira do agro registrou superávit recorde de US$ 61,5 bilhões de janeiro a agosto de 2020. As exportações somaram, em receita, US$ US$ 69,6 bilhões no acumulado dos oito primeiros meses deste ano, alta de 8,3% em relação ao mesmo período de 2019, e 152,4 milhões de toneladas em volume (aumento de 15,8%). Os dados foram divulgados pela CNA - Confederação da Agricultura e Pecuária do Brasil, com base nas informações do Ministério da Economia. Os produtos mais exportados foram: soja em grãos (US$ 25,7 bilhões); carne bovina in natura (US$ 4,8 bilhões); o açúcar de cana em bruto (US$ 4,2 bilhões); a celulose (US$ 4 bilhões) e farelo de soja (US$ 3,9 bilhões). Esses cinco produtos representaram 61,3% dos embarques totais no período.


Os maiores compradores do Agro brasileiro - De acordo com os dados divulgados pela CNA, a China foi o principal destino dos produtos brasileiros de janeiro a agosto, com receita de US$ 26,4 bilhões e uma parcela de 38% das exportações. O segundo mercado foi a União Europeia, que respondeu por 16% dos embarques do agro, que somaram US$ 11,3 bilhões. As vendas para os Estados Unidos foram de US$ 4,2 bilhões, fatia de 6,1% do total. Japão e Hong Kong completam a lista dos principais consumidores no acumulado de 2020.


O mês de agosto - No desempenho mensal, as exportações em agosto totalizaram US$ 8,9 bilhões, fechando o mês com saldo positivo de US$ 8 bilhões, aumento de 7,8% em relação a agosto de 2019. Em volume, o total embarcado foi de 22,2 milhões de toneladas, variação de 15,4% na comparação com o mesmo mês do ano passado. Os principais produtos exportados no mês foram a soja em grãos (US$ 2,2 bilhões), o milho (US$ 1 bilhão) o açúcar de cana em bruto (US$ 824,3 milhões), a carne bovina in natura (US$ 654,2 milhões) e o farelo de soja (US$ 497 milhões), que tiveram participação de 58,7% do total das vendas externas no mês. China, União Europeia, Estados Unidos, Coreia do Sul e Tailândia foram os principais destinos dos produtos do agro brasileiro. (Portal AGROLINK)


Upbeat Consulting | Upbeat MDC Consultoria Empresarial Ltda.


Executar transições eficazes entre disciplinas traz a vitória, no triathlon e nos negócios. Além de headhunting para vagas difíceis, desenvolvemos soluções estratégicas integrando capital humano, marketing e vendas. Maximizamos a performance e proporcionamos resultados campeões para os nossos clientes junto aos seus colaboradores, consumidores e acionistas em transições de carreira, de informação e de negócios.


Upbeat Consulting

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.


Fale com a gente. Vamos com tudo!


Rodrigo N. Ferraz | rodrigo@upbeatconsulting.com.br | 5511 5199 2919

Ruben D.F. Ferraz | r.ferraz@upbeatconsulting.com.br | 5511 4554 1140



Tags: #serviços #tecnologia #alimentos #varejo #vagasdifíceis #headhuntingvagasdifíceis #outboundhiring #boletimupbeatmdc #upbeatconsulting #energiasalternativas #vamoscomtudo #agronegocios


Upbeat Consulting | Headhunting, Vagas Difíceis

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.