Últimas Notícias | 30 de março de 2022

Ano 15, Edição 016


"As pessoas precisam de três coisas: prudência no ânimo, silêncio na língua e vergonha na cara." (Sócrates)


Glóbulos vermelhos podem ser transformados em vacinas

Físicos, químicos e imunologistas se uniram para modificar glóbulos vermelhos do sangue humano e transformá-los em carreadores para transportar agentes virais. Esses agentes, por sua vez, podem acionar com segurança o sistema imunológico para proteger nosso corpo contra o SARS-CoV-2, o vírus da covid-19 - e muitos outros. Em outras palavras, os pesquisadores criaram um novo veículo promissor para a entrega de vacinas. Desenvolver novas estratégias e tecnologias de vacinas é fundamental para controlar a pandemia e nos preparar para futuros surtos, à medida que o coronavírus continua a evoluir e sofrer mutações, dizem os pesquisadores.



Transformando um glóbulo vermelho em um vírus falso - O novo método é uma abordagem totalmente única para a vacinação: As membranas dos glóbulos vermelhos receberam proteínas de pico do SARS-CoV-2, o que os transformou em partículas semelhantes ao vírus. "Nós pegamos os glóbulos vermelhos e removemos tudo de dentro. Em seguida, anexamos proteínas de pico ao exterior para imitar um coronavírus," explicou Isabella Passos-Gastaldo, da Universidade McMaster, no Canadá. Essas partículas, ou falsos vírus, são completamente inofensivas, mas mesmo assim ativam o sistema imunológico, fazendo-o produzir anticorpos contra o vírus real. Essa técnica já foi testada em camundongos e deu certo. "Os métodos atuais de entrega de vacinas geralmente causam reações drásticas do sistema imunológico e têm respostas de curta duração," disse o professor Maikel Rheinstadter. "Algumas das vacinas que foram desenvolvidas mostraram efeitos colaterais. Essa plataforma de entrega abre novas possibilidades para vacinas e terapêuticas".


Tecnologia rápida - Os pesquisadores descobriram que as células do sangue podem ser carregadas com uma grande dose de proteínas virais, tornando o novo método mais eficaz do que outras opções de vacina. "Nós desenvolvemos um método em que podemos desencadear uma resposta imune sem o uso de material genético e, no entanto, somos capazes de sintetizar essas partículas em um período muito curto de tempo," disse o pesquisador Sebastian Himbert, principal autor do trabalho. Além disso, a tecnologia pode ser rapidamente adaptada para desenvolver vacinas para variantes ou novos vírus que possam surgir no futuro. "Esta plataforma torna nossas próprias células sanguíneas inteligentes de muitas maneiras diferentes," disse Rheinstadter. "Neste caso é uma vacina. Estamos usando nossas próprias células como nanorrobôs dentro de nossos corpos e sempre que eles virem uma doença, eles poderão combatê-la." Isso, depois de garantir que a aplicação dessa abordagem em humanos não cause efeitos colaterais sérios, o que exigirá novos estudos.


(Texto extraído do artigo científico entitulado “Erythro-VLPs: Anchoring SARS-CoV-2 spike proteins in erythrocyte liposomes”, dos autores Sebastian Himbert, Isabella Passos Gastaldo, Rashik Ahmed, Karla Martinez Pomier, Braeden Cowbrough, Dushyant Jahagirdar, Samantha Ros, Janos Juhasz, Harald D. H. Stöver, Joaquin Ortega, Giuseppe Melacini, Dawn M. E. Bowdish, e Maikel C. Rheinstädter, publicado no PLoS ONE)


As cinco regras de ouro do M&A

Sabe quanto vale sua empresa? Sabe como comprar ou vender uma empresa? A partir dessas duas perguntas, Ruy Moura, da consultoria Acquisitions dá o roteiro das cinco regras de ouro dos M&As, que fazem a diferença na vida profissional de líderes e personalidades em vendas. As questões apontadas, expressas no portal Fusões & Aquisições, são essenciais para empresários que desejam captar recursos para acelerar o crescimento ou pretendam vender seu negócio, possibilitando que a empresa alcance um novo patamar ou que a dedicação de uma vida toda, possa ser devidamente monetizada. Para os que pretendem se aprofundar sobre o assunto, para cada regra de ouro foram incorporados alguns itens:


1. PREPARAÇÃO PRÉVIA

Os ítems abaixo fazem parte da preparação para o negócio

· Alinhar o norte com a tese de Investimento

· Assessoramento com profissionais especializados

· Acordos de Confidencialidade

· Vazamento de operação

· Codinomes

· Carta de Intenções – Memorando de Intenções

· Prepação IPOs SPAC


2. ALINHAR PREÇO

Alinhar preço desejado e valor percebido – Os ítems abaixo cobrem o assunto:

· Alinhar expectativas

· Avaliação/valuation

· Valuation para startup

· Múltiplos

· Negociação

· Velocidade na negociação

· Dinâmica do processo


3. TRANSPARÊNCIA

Transparência é o caminho mais curto para não perder tempo. Veja os ítems abaixo:

· Governança Corporativa

· Boas Práticas

· Due diligence

· Arenas principais

· Checklist

· Relatório de Contingências

· Formas de Pagamentos (MOU/LOI Carta de Intenções)

· Parcela à vista e diferidas

· Retenções das contingências

· Troca de ações

· Earnout

· Ajustes (capital de giro/caixa)

· Contrato de Compra e Venda

· Acordo de Cotistas/Acionistas

· CADE - Conselho Administrativo de Defesa Econômica


4. VIRTUAL É O M&A NO NOVO NORMAL

Quase tudo é virtual

· Reuniões virtuais

· Negociação virtual

· Salas virtuais de informações/Fechamento virtual


5. CAPTURA DAS SINERGIAS

Integração rápida das empresas focando nas sinergias mais importantes: Integração pós-aquisição, Capturar as sinergias mais importantes, e ter um Plano dos primeiros 100 dias do novo empreendimento.


DaVita adquire IDR – Instituto de Doenças Renais

A DaVita Tratamento Renal mantém sua estratégia de investimentos no Brasil, onde se tornou o provedor de cuidados de dialise líder de mercado. Recentemente a DaVita adquiriu o controle acionário do IDR – Instituto de Doenças Renais, fundado em 1989, clínica de nefrologia de referência no Espírito Santo, que atualmente conta com três unidades nos municípios de Vitória, Serra e Linhares.


Petz incorpora a Petix

A Petz – Pet Center Comércio e Participações S.A. informou a aprovação da incorporação da Selected Participações (Petix) pela companhia. No fim de janeiro, a Petz anunciou a compra da Petix, líder no mercado de tapetes higiênicos no Brasil, por 70 milhões de reais. A operação está sujeita à verificação de determinadas condições suspensivas, incluindo a aprovação definitiva do CADE - Conselho Administrativo de Defesa Econômica.


A Petix - Fundada em 2007 por Rogério Haddad e Luiz Fernando Reis Lourenço, a Petix se tornou rapidamente líder de vendas na categoria de tapetes higiênicos e uma das marcas mais reconhecidas no mercado Pet no Brasil. Com uma tecnologia exclusiva, proprietária e eco-friendly, a Petix, especialmente por meio da marca SuperSecão, é referência em alta performance (absorção), com uma proposta de valor única e um posicionamento premium.

Através de uma planta industrial localizada em Monte Mor, no estado São Paulo, a Petix opera a única fábrica do mundo que integra o processo de produção de tapetes higiênicos com o reprocessamento (despolpadora) de fraldas humanas não utilizadas para obtenção de sua principal matéria prima, o gel absorvente. Com essa tecnologia, a Petix é capaz de reprocessar mais de 600 milhões de fraldas humanas não utilizadas por ano que seriam descartadas. Em 2021, o faturamento bruto da Petix foi de 135 milhões de reais. Com um modelo B2B com distribuição já estabelecida no Brasil, a Petix possui clientes que incluem as principais redes do canal pet especializado, além de mais de 8.000 pequenos pet shops e 4 redes de varejistas alimentares no Brasil. A Petix também atua no mercado norte-americano, através da marca WizSmart. (Portal Fusões & Aquisições)


Trigo pode estourar no Brasil

O potencial produtivo da próxima safra de trigo poderá ficar entre 8,66 e 9,06 milhões de toneladas, se o clima não atrapalhar. A projeção é da equipe de analistas da Consultoria TF Agroeconômica, que fez uma estimativa inicial para a próxima temporada. “Ainda não temos um levantamento definitivo sobre o que será semeado na próxima safra, mas as primeiras informações são de um aumento ao redor de 15% na procura por semente e uma possibilidade de incremento da área entre 10% e 15%”, explicam os especialistas. De acordo com a Consultoria TF, como os insumos para o plantio de trigo foram comprados desde dezembro, antes da guerra, os custos desta safra ainda serão menores do que os da próxima e, por isto, não seriam empecilhos para um aumento de área. “Se isto for confirmado e se o clima não atrapalhar, o potencial produtivo poderá ficar entre 8,66 e 9,06 milhões de toneladas para a próxima safra”, diz o analista sênior da TF Agroeconômica, Luiz Pacheco.


Preços elevados - O aumento da produção tritícola brasileira pode ocorrer num cenário internacional onde a oferta do cereal de inverno está em risco, em função da guerra na Ucrânia. Segundo a consultoria APK, as colheitas de grãos na Ucrânia cairiam mais de 54%, diante da impossibilidade de plantio em muitas áreas devido ao conflito armado. Ainda de acordo com a Consultoria TF Agroeconômica, a segurança alimentar global está em risco e a tendência dos preços é de se manterem elevados nesta temporada. A projeção é baseada levando em conta que a China deve ter sua pior safra de trigo da história, segundo o Ministério da Agricultura do gigante asiático. Segundo os analistas de mercado, isso pode provocar a necessidade de importação de 13 milhões de toneladas.


A safra americana - Outro grande problema é a safra norte-americana, outro grande fornecedor mundial. “Em um contexto climático complexo, o nível de umidade do solo nas áreas produtoras de trigo da primavera nos Estados Unidos está diminuindo semana a semana”, concluem os analistas da TF. (Portal AGROLINK)



Upbeat Consulting

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.

+55 11 5199 2919 | www.upbeatconsulting.net


Vamos com tudo!


Rodrigo N. Ferraz | rodrigo@upbeatconsulting.com.br

Ruben D.F. Ferraz | r.ferraz@upbeatconsulting.com.br


Tags: #serviços #tecnologia #alimentos #varejo #aconselhamentoparaqualquermomentodecarreira #vagasdifíceis #headhuntingvagasdifíceis #outboundhiring #boletimupbeatmdc #upbeatconsulting #energiasalternativas #vamoscomtudo #agronegocios #marketingparamarcasempregadoras