Últimas Notícias | 19 de março de 2021

Ano 14, Edição 015.


"Trate os alimentos como trata as pessoas.

Valorize o que eles têm de melhor e evite os que não te fazem bem!

Você escolhe o seu amanhã a cada mordida que você dá hoje". (Anônimo)


Leia agora em nosso boletim:


Frutas e vegetais todos os dias é ótimo - mas não é qualquer fruta ou vegetal

Casino anuncia IPO de empresa de energia renovável

Trem com 120 vagões leva soja do MT para Santos

Maior exportador mundial de grãos em cinco anos


Frutas e vegetais todos os dias é ótimo - mas não é qualquer fruta ou vegetal

Porções diárias de frutas e vegetais são boas para sua saúde. Estudos que representam quase dois milhões de adultos em todo o mundo mostram que comer cerca de cinco porções diárias de frutas e vegetais - 2 porções de frutas e 3 porções de vegetais - é provavelmente a quantidade ideal para uma vida mais longa. Mas o Dr. Dong Wang, da Universidade Médica de Harvard, nos EUA, queria poder afirmar mais do que isso, então ele reuniu dados de mais de 100.000 adultos, que foram acompanhados por até 30 anos, e dados de cerca de 1,9 milhão de participantes de 29 países e territórios na América do Norte e do Sul, Europa, Ásia, África e Austrália. Sua análise revelou que a ingestão de cerca de cinco porções de frutas e vegetais diariamente está associada ao menor risco de morte, e que comer cerca de duas porções diárias de frutas e três porções diárias de vegetais foi associado à maior longevidade, e finalmente, que comer mais de cinco porções não foi associado a benefícios adicionais.




Menores riscos de morte - Em comparação com aqueles que consumiram duas porções de frutas e vegetais por dia, os participantes que consumiram cinco porções diárias de frutas e vegetais tiveram um risco 13% menor de morte por todas as causas; um risco 12% menor de morte por doenças cardiovasculares, incluindo doenças cardíacas e derrame; um risco 10% menor de morte por câncer; e um risco 35% menor de morte por doença respiratória, como a DPOC - doença pulmonar obstrutiva crônica.


Não é qualquer fruta ou vegetal - Uma informação importante é que nem todos os alimentos que podem ser considerados frutas e vegetais oferecem os mesmos benefícios. Por exemplo, os vegetais ricos em amido, como ervilhas e milho, sucos de frutas e batatas, não foram associados à redução do risco de morte por todas as causas ou de doenças crônicas específicas. Por outro lado, vegetais de folhas verdes, incluindo espinafre, alface e couve, e frutas e vegetais ricos em betacaroteno e vitamina C, como frutas cítricas, frutas vermelhas e cenouras, apresentaram aqueles benefícios listados acima.


5 por dia - O Dr. Wang afirma que este estudo identifica um nível ideal de ingestão de frutas e vegetais e endossa a mensagem de saúde pública sucinta e baseada em evidências de "5 por dia", o que significa que as pessoas deveriam consumir idealmente cinco porções de frutas e vegetais por dia. "Esta quantidade provavelmente oferece o maior benefício em termos de prevenção das principais doenças crônicas e é uma ingestão relativamente alcançável para o público em geral," disse o pesquisador. "Também descobrimos que nem todas as frutas e vegetais oferecem o mesmo grau de benefício, embora as recomendações dietéticas atuais geralmente tratem todos os tipos de frutas e vegetais, incluindo vegetais ricos em amido, sucos de frutas e batatas, da mesma forma."


(Texto extraído do artigo científico entitulado “Fruit and Vegetable Intake and Mortality: Results From 2 Prospective Cohort Studies of US Men and Women and a Meta-Analysis of 26 Cohort Studies”, dos autores: Dong D. Wang, Yanping Li, Shilpa N. Bhupathiraju, Bernard A. Rosner, Qi Sun, Edward L. Giovannucci, Eric B. Rimm, JoAnn E. Manson, Walter C. Willett, Meir J. Stampfer e Frank B. Hu, publicado na revista Circulation)


Casino anuncia IPO de empresa de energia renovável

Em meio aos planos de redução de dívida, fontes ligadas ao Casino Guichard-Perrachon, empresa francesa controladora do Pão de Açúcar, afirmaram que a varejista estuda uma oferta pública inicial da empresa de energia renovável GreenYellow. De acordo com a revista EXAME, o IPO da GreenYellow está entre as várias possibilidades em consideração. O Casino avalia realizar a oferta na Bolsa Paris, bolsa francesa, disse uma das fontes. Ainda de acordo com a informação, o cassino também espera reduzir sua participação na Cnova, empresa de capital aberto que opera a loja virtual Cdiscount. Embora a Casino veja o comércio eletrônico como uma parte essencial de sua estratégia e planeje manter o controle do departamento, ele ainda pode vender algumas de suas ações. Com base no preço de fechamento da última quarta-feira, os 65% em ações da GreenYellow valem cerca de 1,5 bilhão de euros, segundo os dados compilados pela agência de notícias Bloomberg. (Portal BP Money)


Trem com 120 vagões leva soja do MT para Santos

O embarque da safra de soja está a todo vapor no Mato Grosso. Mais de 1.600 caminhões carregados com grãos e farelo de soja descarregam por dia no terminal de Rondonópolis, em Mato Grosso para seguirem para o Porto de Santos, SP, via ferrovia. Para dar conta do volume a Rumo, concessionária que opera o trecho, coloca em circulação um trem com 120 vagões. As composições têm capacidade para transportar cerca de 11.500 toneladas úteis de grãos e trazem um ganho de aproximadamente 50% na capacidade em relação às composições usadas antes, com no máximo 80 vagões, no total de 7.600 toneladas. Por dia, devem sair em média sete trens de 120 vagões em direção a Santos. No mês de fevereiro, cerca de 80 mil toneladas foram embarcadas diariamente no principal terminal de grãos da América Latina.


A operação ferroviária – Seu planejamento vem desde 2018. Ao todo, serão investidos mais de R$ 700 milhões no projeto, as obras envolvem adequações em pátios, postos de abastecimento e sinalizações. Os testes para a operação vinham sendo feitos desde o ano passado quando a empresa assumiu o compromisso com a renovação antecipada do contrato de concessão da Malha Paulista até 2058. Em 2020, foram realizados 505 testes, o equivalente a mais de 830 mil quilômetros rodados. Todas as adequações para a circulação de 100% dos trens de 120 vagões no fluxo de exportação de Rondonópolis ao Porto de Santos foram concluídas no início deste ano. Já no fluxo de importação, a previsão é que as obras sejam concluídas até 2022. "Estamos preparados para atender com a máxima eficiência os volumes de soja. É uma operação a serviço do agronegócio mato-grossense, trabalhamos para encurtar a distâncias e colocar o produtor na porta do porto", afirma Darlan Fábio De David, vice-presidente da Operação Norte da Rumo.


Eficiência energética e economia – O aumento de capacidade dos trens vai diminuir o fluxo em 30% quando toda a frota estiver com os trens de 120 vagões. Além das adequações na Malha Paulista e Norte, toda a operação da Malha Central, a chamada ferrovia Norte-Sul, entre Porto Nacional, em Tocantins e Estrela D’ Oeste, em São Paulo está sendo estruturada para atender as operações com os trens de 120 vagões. A projeção é de ter pelo menos 1 trem por dia partindo do terminal de São Simão, em Goiás, quando for iniciada as operações neste primeiro semestre. Outro diferencial do novo modelo de operação é a economia de combustível. A cada 25 trens de 120 vagões que circulam de Rondonópolis a Santos, a empresa tem um ganho de um trem "que roda sem combustível" neste trajeto. "Estamos trabalhando para tornar o modal ferroviário uma referência em eficiência energética e inovação, reduzindo assim as emissões por tonelada transportada", diz Darlan. "Nosso objetivo é alavancar o transporte ferroviário com papel de destaque na busca por uma logística mais limpa".


Maior exportador mundial de grãos em cinco anos

A agricultura do Brasil avança a cada ano e da mesma forma a safra de grãos. Na safra 2019/20 foram mais de 256 mil toneladas e nesta são esperadas 272 milhões de toneladas pela CONAB - Companhia Nacional de Abastecimento, uma alta de 6%. Alimentando cerca de 800 milhões de pessoas pelo mundo, o potencial é ainda maior. Segundo a Embrapa o país vai chegar a ser o maior exportador de grãos do mundo em cinco anos, ultrapassando inclusive os Estados Unidos. Os números explicam. Nos últimos vinte anos, de 2000 a 2020, a produção brasileira de grãos cresceu 210%, enquanto a produção mundial aumentou 60%. Em dez anos a participação do Brasil no mercado mundial de alimentos saltou de 20,6 bilhões de dólares para 100 bilhões de dólares, tendo como destaque carne, soja, milho, algodão e produtos florestais. De 2011 a 2020, a produção de alimentos cresceu no Brasil 5,33% ao ano, enquanto a do mundo cresceu 2,03% ao ano. Isto significa que o Brasil cresceu a uma taxa maior do que o dobro da taxa do crescimento mundial.


Fatores que beneficiam o Brasil - “Até 2050 a produção brasileira de grãos poderá superar os 500 milhões de toneladas, sendo ainda mais importante para a segurança alimentar do mundo”, acrescentou o pesquisador Científico e Gerente de Inteligência da Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas da EMBRAPA, Elisio Contini. Não mencionando o fato de que se colhe 2 a 3 safras de grãos por ano na mesma área de plantio, o pesquisador listou outros fatores que beneficiam o país: grande quantidade de terras agriculturáveis, tecnologias com potencial de aumentar ainda mais a produção, como sementes melhoradas, insumos eficientes, maquinaria da melhor qualidade no mundo e sistemas de produção eficientes como o plantio direto, integração lavoura-pecuária. Para ele falta divulgar melhor o agronegócio brasileiro no exterior, investir em infraestrutura e questões ambientais.


O agro brasileiro alimenta boa parte da população mundial - “Parte dos 160 milhões de hectares de pastagens pode ser convertida para a produção de grãos e tem regime de chuvas regulares como nos cerrados. Somos líderes mundiais em tecnologia tropical e temos agricultores competentes”, argumentou, ao lembrar que as terras disponíveis para agricultura em outros países, como os Estados Unidos, estão praticamente esgotadas. A afirmação tem por base o estudo “O Agro brasileiro alimenta 800 milhões de pessoas”, divulgado recentemente pela Secretaria de Inteligência e Relações Estratégicas da EMBRAPA, tendo como autores Elisio Contini e Adalberto Aragão. (Portal AGROLINK)


Upbeat Consulting | Upbeat MDC Consultoria Empresarial Ltda


Integrar disciplinas executando transições eficazes traz a vitória, no triathlon e nos negócios. Desenvolvemos soluções estratégicas que combinam capital humano, marketing e vendas. Maximizamos performance e proporcionamos resultados campeões para nossos clientes junto aos seus colaboradores, consumidores e acionistas atuando na gestão integrada de soluções em transições de carreira, de informação e de negócios.


Upbeat Consulting

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.

+55 11 5199 2919 | www.upbeatconsulting.net


Vamos com tudo!


Rodrigo N. Ferraz | rodrigo@upbeatconsulting.com.br

Ruben D.F. Ferraz | r.ferraz@upbeatconsulting.com.br


Tags: #serviços #tecnologia #alimentos #varejo #aconselhamentoparaqualquermomentodecarreira #vagasdifíceis #headhuntingvagasdifíceis #outboundhiring #boletimupbeatmdc #upbeatconsulting #energiasalternativas #vamoscomtudo #agronegocios #marketingparamarcasempregadoras