Últimas Notícias | 03 de agosto de 2021

Ano 14, Edição 049.


“Pode-se alcançar a sabedoria por três caminhos. O primeiro é o da meditação, que é o mais nobre. O segundo é o da imitação, que é o mais fácil e o menos satisfatório. Em terceiro lugar existe o caminho da experiência, que é o mais difícil.” (Confúcio)


Leia agora em nosso boletim:

Ciência da meditação: Como é a consciência pura?

Startup de biometria unico recebe aporte e torna-se novo unicórnio brasileiro

Monsanto Told to Pay Teachers $185M Over Chemical Exposure

Bactérias aumentam em 30% produtividade do arroz



Ciência da meditação: Como é a consciência pura?

Ao praticar a meditação, meditadores experientes podem atingir um estágio de "percepção pura", ou "consciência pura", no qual vão além dos pensamentos e percebem a própria consciência. Esse estado pode ser experimentado de várias maneiras, incorporando sensações específicas, bem como percepções, sentimentos e pensamentos não específicos que o acompanham. Estas são apenas algumas das conclusões da pesquisa mais extensa já realizada com meditadores sobre a experiência da consciência pura. "O objetivo da nossa pesquisa não era aprender mais sobre meditação. Estamos interessados na consciência humana," disse o professor Thomas Metzinger, da Universidade Johannes Gutenberg de Mainz, na Alemanha. "Nossa hipótese de trabalho era que a consciência pura é a forma mais simples de experiência consciente. E nosso objetivo era desenvolver um modelo mínimo de explicação da experiência da consciência humana com base nessa hipótese."



Ciência da consciência - A pesquisa foi disponibilizada em cinco idiomas - alemão, inglês, francês, espanhol e italiano - e foi respondida por aproximadamente 3.600 meditadores experientes. Além de perguntas sobre os próprios participantes, como gênero, idade e técnicas de meditação utilizadas, 92 perguntas abordavam as experiências de consciência pura. Para analisar os dados, a equipe usou uma técnica chamada análise fatorial, um tipo de avaliação estatística para identificar grupos de questões que respondidas de maneira semelhante com maior frequência. "Isso nos levou a identificar doze grupos, o que por sua vez nos permitiu nomear doze fatores que caracterizam a consciência pura.”


Características da consciência pura - De acordo com este esquema, as características típicas da consciência pura parecem ser, por exemplo, a percepção do silêncio, clareza e uma consciência alerta sem autoconsciência egoica. Tempo, esforço e desejo, que certamente podem ocorrer em paralelo, são experimentados um pouco menos explicitamente. Com base nesses doze fatores, podemos agora desenvolver um modelo mínimo prototípico da consciência humana. "As respostas que recebemos também incluíram relatos pessoais sugerindo que a consciência pura também é vivenciada em outras situações, como durante acidentes e doenças graves, no limiar entre o sono e a vigília, ou quando imerso em brincadeiras quando criança," explicou Metzinger.


(Texto extraído do artigo científico entitulado “The Minimal Phenomenal Experience questionnaire (MPE-92M): Towards a phenomenological profile of "pure awareness" experiences in meditators”, dos autores Alex Gamma e Thomas Metzinger, publicado no jornal PLoS ONE)


Startup de biometria unico recebe aporte e torna-se novo unicórnio brasileiro

A empresa de biometria unico anunciou nesta terça-feira que recebeu aporte de 625 milhões de reais em rodada liderada pelos fundos da General Atlantic e do SoftBank tornando-se o novo exemplar brasileiro de unicórnio, jargão do mercado para startups avaliadas em ao menos 1 bilhão de dólares. O anúncio, quase 11 meses após a unico ter recebido outra rodada de 580 milhões de reais também liderado pelo General Atlantic e pelo SoftBank, ilustra a rápida expansão da demanda por biometria para usos tão distintos quanto abertura de contas a aulas remotas, movimento acentuado pelas medidas de isolamento social.


A startup unico - Criada em 2007 e com sede em São Paulo, a unico, antes conhecida como Acesso Digital, tem crescido impulsionada por empresas que também decolaram no meio online. Atualmente, a companhia tem cerca de 800 empresas clientes, incluindo Magazine Luiza, Pernambucanas, C6Bank, Banco Original e B2W. Com a disparada da demanda por identificação digital, a unico também acelerou o passo com aquisições. Em 2020, comprou a startup gaúcha de análise de imagens Meerkat. Neste ano, adquiriu a Vianuvem e a CredDefense, especializadas em biometria para comércio de veículos. Isso também ajudou a triplicar seu quadro de funcionários para os cerca de 700. Segundo Diego Martins, fundador e presidente da unico, os recursos do aporte serão usados para a companhia ampliar o desenvolvimento de tecnologia proprietária e para aquisições. “O novo investimento vai tornar nossa máquina de M&A mais consolidada”, disse Martins, acrescentando que também está montando um grupo para detectar possibilidades de expansão no exterior. Segundo o sócio do SoftBank Latin America Fund, Paulo Passoni, um serviço de identificação biométrica com elevado grau de assertividade como o da unico é um negócio difícil de construir. “O ecossistema da unico torna a empresa um celeiro de inovação dentro e fora do Brasil”, disse Passoni. (Agência de notícias REUTERS - Aluisio Alves)


Monsanto Told to Pay Teachers $185M Over Chemical Exposure

Three schoolteachers in Washington state who sued chemical company Monsanto over exposure to materials in fluorescent lights have been awarded $185 million. The law firm that represented the teachers, Friedman Rubin, said a jury returned the verdict Tuesday in King County Superior Court. The teachers, who worked at the Sky Valley Education Center in Monroe, Washington, said they suffered brain damage from exposure to polychlorinated biphenyls, or PCBs, in the fluorescent lighting at the school. “This is a big step in holding Monsanto accountable,” the teachers’ attorney, Rick Friedman, said in a statement. Bayer, which bought Monsanto in 2018, said the company disagreed with the verdict and may appeal.


Bayer did not agree with the verdict - “The undisputed evidence in this case does not support the conclusions that plaintiffs were exposed to unsafe levels of PCBs at the Sky Valley Education Center (SVEC) or that any exposure could have possibly caused their claimed injuries,” Bayer spokesperson Susan Skiles Luke said in a statement. The company said the light ballasts that were the focus of the lawsuit were obsolete. “These are historic claims that relate to products Monsanto has not produced in more than 40 years,” Luke said. This was the first of 22 trials involving teachers, parents and students who spent time at the Sky Valley Education Center.


PCBs in schools in the USA - A 2019 Associated Press investigation found that millions of fluorescent light ballasts containing PCBs probably remain in schools and day care centers across the U.S. four decades after the chemicals were banned over concerns that they could cause cancer and other illnesses. Many older buildings also have caulk, ceiling tiles, floor adhesives and paint made with PCBs, which sometimes have been found at levels far higher than allowed by law. PCBs are mixtures of compounds manufactured by Monsanto Co. and widely used as coolants and lubricants in electrical equipment until they were banned in 1979.


Monsanto´s Roundup litigation - Monsanto also has faced a deluge of litigation over its weed killer Roundup. Last year, Bayer said it would pay more than $10 billion to settle thousands of lawsuits claiming Roundup causes cancer. The company said the settlement involves about 125,000 filed and unfiled claims. (Manufacturing.Net newsletter, com informações da Associated Press)


Bactérias aumentam em 30% produtividade do arroz

Pesquisadores da EMBRAPA Clima Temperado, no Rio Grande do Sul, desenvolveram um consórcio de bactérias capaz de promover uma produtividade até 30% maior no arroz. Os microrganismos promovem a FBN – Fixação Biológica de nitrogênio no grão, técnica usada em leguminosas para disponibilizar à planta o nutriente presente na atmosfera. Além disso o bioinsumo também foi capaz de promover o crescimento das plantas e gerar economia em fertilizantes. Os testes foram realizados com a cultivar BRS Pampa CL, com adubação nitrogenada de cobertura reduzida de 90 kg de Nitrogênio por hectare, combinando com dois consórcios bacterianos, em quatro safras agrícolas. Também foram registrados valores elevados de índice relativo de clorofila e maior acúmulo de nitrogênio nos grãos de arroz como efeito da FBN. A produção de massa seca da parte aérea foi 33% superior em relação ao cultivo feito sem nitrogênio e sem as bactérias de Fixação Biológica do Nitrogênio.


Bactérias testadas - Os cientistas testaram dois grupos de bactérias. O primeiro consórcio foi formado por uma espécie de Pseudomonas e duas de Bacillus sp e resultou em produtividade média de grãos de arroz de 10.585 kg por hectare. O outro continha espécies de Bacillus, de Aeromicrobium e de Rhizobium e apresentou produtividade média de grãos de arroz de 11.405 kg por hectare, equiparando-se à produtividade com uso da adubação completa recomendada para o arroz, que é de 11.204 Kg por hectare. “Ficou demonstrada a funcionalidade do gênero Bacillus para aumentar o desempenho produtivo do arroz irrigado. Além disso, os consórcios bacterianos, com diferentes gêneros e espécies, agregam a multifuncionalidade para o benefício das plantas de arroz”, declara a pesquisadora da EMBRAPA Maria Laura Turino Mattos, que conduziu a pesquisa e é responsável por uma coleção com cerca de 500 microrganismos isolados para o arroz irrigado no ambiente de terras baixas.


O estudo do consórcio de bactérias para o arroz - Trabalhos anteriores com as bactérias endofíticas diazotróficas, que interagem positivamente com genótipos de arroz irrigado em terras baixas, apresentaram potencial de 20% a 30% de aumento na produção de arroz. Os resultados motivaram a equipe a realizar um estudo de avaliação da eficiência agronômica de novas bactérias endofíticas diazotróficas para as condições edafoclimáticas de terras baixas no Rio Grande do Sul. Mattos destaca que o estudo demonstra que as novas bactérias possuem habilidade de colonizar plantas de arroz. “O predomínio é a colonização na zona pilífera da raiz, iniciando na endoderme, espalhando-se pelo xilema e alcançando as partes aéreas, o que faz aumentar o desenvolvimento da planta e a produção de grãos de arroz”, observa. O portal informa que agora a EMBRAPA busca parceiros para levar a tecnologia ao mercado. (Portal AGROLINK)


Upbeat Consulting | Upbeat MDC Consultoria Empresarial Ltda


Integrar disciplinas executando transições eficazes traz a vitória, no triathlon e nos negócios. Desenvolvemos soluções estratégicas que combinam capital humano, marketing e vendas. Maximizamos performance e proporcionamos resultados campeões para nossos clientes junto aos seus colaboradores, consumidores e acionistas atuando na gestão integrada de soluções em transições de carreira, de informação e de negócios.


Upbeat Consulting

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.

+55 11 5199 2919 | www.upbeatconsulting.net


Vamos com tudo!


Rodrigo N. Ferraz | rodrigo@upbeatconsulting.com.br

Ruben D.F. Ferraz | r.ferraz@upbeatconsulting.com.br


Tags: #serviços #tecnologia #alimentos #varejo #aconselhamentoparaqualquermomentodecarreira #vagasdifíceis #headhuntingvagasdifíceis #outboundhiring #boletimupbeatmdc #upbeatconsulting #energiasalternativas #vamoscomtudo #agronegocios #marketingparamarcasempregadoras