Últimas Notícias | 06 de julho de 2021

Ano 14, Edição 042.


“Penso noventa e nove vezes e nada descubro; deixo de pensar,

mergulho em profundo silêncio e eis que a verdade se revela.”

(Albert Einstein)


Leia agora em nosso boletim:


Cientistas encontram parte do cérebro ativada pela espiritualidade

Loft compra CredPago para ampliar frente financeira

Os diferentes fenômenos do Inverno no Brasil

China poderá reduzir importações de soja



Cientistas encontram parte do cérebro ativada pela espiritualidade

Mais uma vez, cientistas afirmam ter encontrado no cérebro o "lar" das experiências espirituais. A novidade agora é que eles usaram uma abordagem totalmente diferente do tradicional para mapear a espiritualidade e a religiosidade no cérebro. As pesquisas sobre a neurociência da espiritualidade e da religiosidade têm sido esparsas, embora mais de 80% das pessoas em todo o mundo se consideram religiosas ou espirituais. Os estudos feitos até agora têm usado neuroimagem funcional, em que um indivíduo passa por uma varredura cerebral enquanto realiza uma tarefa para ver quais áreas do cérebro se iluminam. Mas esses estudos de correlação fornecem uma imagem irregular e frequentemente inconsistente dos locais do cérebro ativados pela espiritualidade. Michael Ferguson e seus colegas do Brigham and Women's Hospital, nos EUA, decidiram então adotar uma abordagem totalmente diferente para mapear a espiritualidade e a religiosidade: Eles usaram uma técnica chamada mapeamento de rede de lesões, que permite mapear comportamentos humanos complexos para circuitos cerebrais específicos com base na localização de lesões cerebrais em pacientes. A conclusão da equipe é que a espiritualidade ativa um circuito cerebral específico, a substância cinzenta PAG - periaquedutal, uma região do tronco cerebral envolvida em várias funções, incluindo o condicionamento do medo, a modulação da dor, comportamentos altruístas e até o amor incondicional.



A espiritualidade e a neurobiologia - "Nossos resultados sugerem que a espiritualidade e a religiosidade estão enraizadas na dinâmica neurobiológica fundamental e profundamente entrelaçadas em nosso neurotecido," disse Ferguson. "Ficamos surpresos ao descobrir que este circuito cerebral para a espiritualidade está centrado em uma das estruturas do cérebro mais preservadas do ponto de vista evolucionário."


A pesquisa - Em sua pesquisa, a equipe aproveitou um conjunto de dados publicado anteriormente que incluiu 88 pacientes neurocirúrgicos que foram submetidos a cirurgia para remover um tumor cerebral - as localizações das lesões estavam distribuídas por todo o cérebro. Os pacientes responderam a uma pesquisa que incluiu perguntas sobre aceitação espiritual antes e depois da cirurgia. A equipe validou esses primeiros resultados usando um segundo conjunto de dados composto por mais 100 pacientes com lesões causadas por traumatismo craniano penetrante em combate durante a Guerra do Vietnã. Esses participantes também responderam a questionários que incluíam questões sobre religiosidade. Dos 88 pacientes neurocirúrgicos, 30 apresentaram uma diminuição na crença espiritual autorreferida antes e depois da ressecção do tumor cerebral neurocirúrgico, 29 apresentaram um aumento e 29 não apresentaram nenhuma mudança.


As conclusões dos cientistas - Apesar de esses números praticamente idênticos não apontarem qualquer rumo claro, os cientistas concluíram que é possível apontar a espiritualidade autorrelatada como residente em um circuito cerebral específico, centrado na massa cinzenta periaquedutal. Isto porque o circuito incluiu o que eles chamam de "nódulos positivos" e "nódulos negativos" - lesões que interromperam esses nódulos diminuíram ou aumentaram, respectivamente, as crenças espirituais autorreferidas. Como apoio às suas conclusões, os cientistas citam relatos episódicos de pacientes que se tornaram hiper-religiosos após experimentar lesões cerebrais que afetaram os nódulos negativos do circuito. "É importante observar que essas sobreposições podem ser úteis para a compreensão de características e associações compartilhadas, mas esses resultados não devem ser interpretados de forma exagerada," reconheceu Ferguson. "Por exemplo, nossos resultados não implicam que a religião seja uma ilusão, que figuras religiosas históricas sofreram da síndrome do membro alienígena ou que a doença de Parkinson surge devido à falta de fé religiosa. Em vez disso, nossos resultados apontam para as raízes profundas das crenças espirituais em uma parte do nosso cérebro que está envolvida em muitas funções importantes."


(Texto extraído do artigo científico entitulado “A neural circuit for spirituality and religiosity derived from patients with brain lesions”, dos autores Michael A. Ferguson, Frederic L.W.V.J. Schaper, Alexander Cohen, Shan Siddiqi, Sarah M. Merrill, Jared A. Nielsen, Jordan Grafman, Cosimo Urgesi, Franco Fabbro, e Michael D. Fox, publicado na revista Biological Psychiatry)


Loft compra CredPago para ampliar frente financeira

Três meses depois de ter concluído uma captação de 525 milhões de dólares, o unicórnio brasileiro Loft, do setor imobiliário, anuncia a compra de 100% da operação da fintech curitibana CredPago, líder em operações de aluguel sem fiança no país. Em troca, fundadores e acionistas da CredPago vão receber ações da Loft e dinheiro. A transação bilionária, que é encarada como uma combinação de negócios pelas partes envolvidas, foi feita mediante troca de ações e capital. Os fundadores da fintech e os demais acionistas, dentre eles o banco BTG Pactual, do mesmo grupo controlador da Exame, que detinha 49% da empresa, passam a ter participação minoritária na Loft e continuam no comando da fintech.


A CredPago - Fundada em 2016, CredPago substitui um entrave para muitos contratos de aluguel: encontrar um fiador. Com uma tecnologia que usa dados de cartões de crédito e avaliações de agências de classificação como Serasa, a fintech analisa o perfil de risco dos interessados em aluguel e, em segundos, informa sobre sua capacidade de pagamento. Além disso, a startup fornece outra informação valiosa para os corretores: qual o valor do imóvel que, de fato, o cliente consegue pagar. Nos últimos três anos, a empresa cresceu dez vezes, somando mais de 16.000 imobiliárias clientes e 123.000 contratos. Com a aquisição pela Loft, a startup projeta seguir expandindo a operação. “Devemos fechar 2021 com mais de 200.000 contratos sob gestão”, afirma o fundador e presidente da empresa, Jardel Cardoso.


A Loft - Os produtos financeiros e as parcerias com corretores e imobiliárias são o caminho que a Loft encontrou para se diferenciar no mercado imobiliário online. Fundada em 2018 para comprar, reformar e vender imóveis, a empresa de tecnologia percebeu no começo do ano passado que teria que explorar outros modelos para continuar expandindo. Na época, a proptech tinha cerca de 300 imóveis na sua base e precisaria de muito capital para conseguir escalar a operação. A saída encontrada pelos sócios foi transformar a plataforma de venda online da companhia em um marketplace para terceiros. Hoje a empresa tem mais de 20.000 imóveis de São Paulo e do Rio de Janeiro cadastrados em seu site e cerca de 30.000 corretores e imobiliárias parceiras. Nesse mercado atuam outras empresas bastante capitalizadas, como o unicórnio QuintoAndar e a gigante OLX, dona do Grupo Zap. A recente aquisição da CredPago pela Loft poderá fortalecê-la neste mercado competitivo.


O que representa o negócio para a Loft - Para a Loft, trazer a fintech curitibana para o grupo é uma forma de ampliar sua vertical de produtos financeiros, que foi iniciada em janeiro do ano passado e hoje já originou 2 bilhões de reais por ano em crédito imobiliário. “A prateleira de produtos financeiros da proptech, que até aqui contava com financiamento imobiliário, agora também conta com soluções para aluguel sem fiador”, afirma Mate Pencz, fundador e presidente da Loft. A capilaridade da fintech CredPago com imobiliárias de 25 estados do país também foi um atrativo para a Loft. “Compramos a CredPago para continuar investindo mais capital e tecnologia no que eles fazem bem, mas, ao longo do tempo, podemos usar essa rede de imobiliárias parceiras deles para distribuir outros produtos financeiros que a Loft oferece”, diz Kristian Huber, vice-presidente de negócios da Loft.


A presença do BTG - Ter o BTG entre os sócios pode ajudar a Loft nesse projeto. A empresa fez um acordo com o banco de investimento para explorar a possibilidade de trazer novos produtos financeiros tanto para os clientes finais quanto para as imobiliárias e corretores. A ideia é ajudar os parceiros a ter mais liquidez nas operações. “Estamos animados em seguir como investidores, agora da companhia combinada, para estruturar juntos novos produtos”, afirma Roberto Sallouti, CEO do BTG Pactual. (Portal Exame.com – Exame In)


Os diferentes fenômenos do Inverno no Brasil

Os primeiros dias de inverno trouxeram para o Brasil, especialmente para o Sul e em Santa Catarina, vários fenômenos meteorológicos, como neve, chuva congelada, geada e sincelo. De acordo com o CIRAM/EPAGRI - Centro de Informações de Recursos Ambientais e de Hidrometeorologia da Empresa de Pesquisa Agropecuária e Extensão Rural de Santa Catarina, esses fenômenos são diferentes uns dos outros.


Neve – É a precipitação de cristais de gelo translúcidos e brancos, formados pelo congelamento do vapor d´agua suspenso na atmosfera. “Esses cristais têm uma forma bem característica, em geral de forma hexagonal, e complexamente ramificados”, explica a meteorologista da EPAGRI Gilsânia Cruz.


Chuva congelada - Normalmente antecede a precipitação de neve e é semelhante a um granizo pequeno, que cai e salta, fazendo até barulho, às vezes. O formato do “gelinho” que cai é diferente da neve. Enquanto isso a chuva congelante é a forma como a precipitação chega ao solo. “Enquanto a chuva congelada chega, normalmente, em estado sólido, a chuva congelante é a chuva que descongela na atmosfera, mas volta a congelar assim que toca o solo”, diz Gilsânia.


Geada branca, que congela a parte superficial das plantas, é observada com frequência em diversas regiões de Santa Catarina durante as estações mais frias e se forma associada a temperatura baixa, ausência de nuvens e baixa umidade do ar. “Quando a temperatura do solo cai acentuadamente no período noturno, aproximando-se de 0°C, as gotas de orvalho congelam, formando o fenômeno”, explica Gilsânia.


Sincelo – É um fenômeno associado a dias com nevoeiro, quando a temperatura varia de -2°C a -8°C. Ele resulta do congelamento das gotículas de água ao tocar a superfície, formando cristais de gelo. É mais fino que a geada. “No Brasil, a ocorrência do sincelo é incomum. Ele é mais observado em Santa Catarina, nos municípios de Urubici, Urupema e São Joaquim”, conta a meteorologista da EPAGRI. (Portal AGROLINK)

FEBMAY

China poderá reduzir importações de soja

A China poderá reduzir sua demanda por soja mundial no segundo semestre de 2021, aponta a Consultoria TF Agroeconômica. Segundo os analistas de mercado, uma possível redução das compras chinesas está sendo considerada pelo FAS - Serviço Agrícola Estrangeiro do USDA - Departamento de Agricultura dos EUA. Neste último ano, a China comprou volumes recordes de soja norte-americana e brasileira, fazendo a alegria dos exportadores da oleaginosa e levando as cotações às máximas históricas. “No entanto, com a desaceleração do esmagamento na China e os estoques crescentes no país, não se sabe até quando a China vai continuar comprando os volumes atuais”, afirmou o FAS. “Como a China é responsável por 60% das importações globais de soja, uma mudança pode alterar drasticamente o mercado. Fatores como o ressurgimento da peste suína africana, uma redução do farelo de soja nas fórmulas de ração animal, quedas dos preços de carne suína e a utilização das reservas podem enfraquecer as importações chinesas”, acrescentou ainda o Serviço Agrícola Estrangeiro. De acordo com FAS, os Estados Unidos enfrentam também neste ano uma maior concorrência do Brasil, que colheu uma safra recorde.


O clima nos EUA - “As chuvas que atingiram as áreas produtoras de soja e milho nos Estados Unidos principalmente no fim de semana trouxeram alívio às lavouras”, aponta a Consultoria AgResource Brasil. Porém, dados do Monitor de Seca do país divulgados na última quinta-feira, 1° julho, revelam que a estiagem em algumas áreas “ainda é preocupante”. Atualmente, 38% da safra de milho, 33% das lavouras de soja e 93% do trigo primavera estão passando por estiagem. “A situação é mais grave no norte das planícies americanas e nas áreas do norte e oeste dos Estados Unidos. Regiões da Dakota do Norte e Dakota do Sul são as mais afetadas, com índices de seca severos. No entanto, áreas de Nebraska, Minnesota e Iowa também apresentam algum tipo de estiagem”, conclui a AgResource. (Portal AGROLINK)


Upbeat Consulting | Upbeat MDC Consultoria Empresarial Ltda


Integrar disciplinas executando transições eficazes traz a vitória, no triathlon e nos negócios. Desenvolvemos soluções estratégicas que combinam capital humano, marketing e vendas. Maximizamos performance e proporcionamos resultados campeões para nossos clientes junto aos seus colaboradores, consumidores e acionistas atuando na gestão integrada de soluções em transições de carreira, de informação e de negócios.


Upbeat Consulting

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.

+55 11 5199 2919 | www.upbeatconsulting.net


Vamos com tudo!


Rodrigo N. Ferraz | rodrigo@upbeatconsulting.com.br

Ruben D.F. Ferraz | r.ferraz@upbeatconsulting.com.br


Tags: #serviços #tecnologia #alimentos #varejo #aconselhamentoparaqualquermomentodecarreira #vagasdifíceis #headhuntingvagasdifíceis #outboundhiring #boletimupbeatmdc #upbeatconsulting #energiasalternativas #vamoscomtudo #agronegocios #marketingparamarcasempregadoras