Buscar

ÚLTIMAS NOTÍCIAS | Ano 12 | Edição 050


Headhunter sp, Headhunting brasil, Executive Search, Consultoria Empresarial, Gerenciamento de Carreira, Aconselhamento Profissional SP, M&A Brazil, SEO

"Sua visão se tornará clara somente quando você olhar para dentro do seu coração. Quem olha para fora, sonha. Quem olha para dentro, acorda.” (Carl Jung)

Vêm aí os óculos com lentes autofocais

Usando a tecnologia de rastreamento dos olhos para controlar automaticamente um par de lentes com capacidade de autofoco, engenheiros criaram um protótipo de óculos "autofocais", projetados para restaurar a visão adequada em pessoas que normalmente precisariam de lentes progressivas. A presbiopia, um defeito de visão que atormenta a maioria das pessoas a partir dos 45 anos de idade, aparece porque as lentes naturais dos olhos, chamadas de cristalino, perdem a elasticidade necessária para focalizar os objetos mais próximos. Para a maioria das pessoas, felizmente, óculos de leitura são suficientes para superar a dificuldade. Para muitas, contudo, a única solução é usar lentes progressivas, ou multifocais, que têm o inconveniente de exigir que a pessoa alinhe a cabeça para enxergar adequadamente.


A lente autofocal - Uma lente artificial, capaz de focalizar os objetos de forma dinâmica, contudo, pode ser uma solução melhor. "Mais de um bilhão de pessoas têm presbiopia e criamos um par de lentes autofocais que poderão um dia corrigir sua visão de forma muito mais eficaz do que os óculos tradicionais," disse Gordon Wetzstein, cientista da Universidade de Stanford, nos EUA. Por enquanto, o protótipo se parece com óculos de realidade virtual, mas a equipe espera simplificar as versões posteriores e torná-los aceitáveis para uso no dia a dia. As lentes com autofoco funcionam de forma muito parecida com a lente do olho: lentes cheias de fluido dilatam-se e contraem-se à medida que o campo de visão muda. Sensores de rastreamento ocular usam uma técnica chamada triangulação para detectar para onde a pessoa está olhando e calcular a distância precisa até o objeto de interesse. Tanto as lentes líquidas quantos os rastreadores oculares já existiam, mas a equipe desenvolveu o sistema de software que aproveita esses dados de rastreamento ocular para manter as lentes cheias de fluido em foco constante e perfeito. O Próximo passo será miniaturizar a tecnologia, e Wetzstein acredita que poderá levar alguns anos para desenvolver óculos autofocais leves, energeticamente eficientes e elegantes. Mas ele está convencido de que as lentes autofocais são o futuro da correção da visão. (Diário da Saúde)


Estudante irlandês de 18 anos cria técnica de remoção de plásticos da água

As ameaças para o meio ambiente e as tecnologias influenciaram a vida de um adolescente. O irlandês Fionn Ferreira, de 18 anos, é estudante e venceu o prêmio Grand Science, promovido pelo Google, após mostrar sua criação em uma feira de ciência. O jovem desenvolveu um método inovador de remover plásticos da água. Milhares de participantes com idades entre 14 e 18 anos se inscreveram para participar da edição. A técnica pioneira de extração de resíduos plásticos da água utiliza ímãs, ferro fluidos e pó de magnetita. Com essas ferramentas, a tecnologia de Fionn foi capaz de remover grande parte dos resíduos de microplásticos nas amostras de água do concurso, que mediam cerca de 5 milímetros de diâmetro. Por vencer o Grand Science, o adolescente levou um prêmio de US$ 50 mil, cerca de R$200 mil. Segundo Fionn, o dinheiro será aplicado em pesquisas para aprimorar sua tecnologia, visando aplicá-la em grande escala em parceria com alguma grande empresa no futuro.


Resíduos plásticos na água - Esses resíduos são extremamente prejudiciais para a vida marinha e dificilmente são coletados em métodos tradicionais de filtragem da água. O método desenvolvido pelo jovem irlandês pode ser um aliado no combate a esse agente poluidor. Atualmente não há nenhum sistema de filtragem de microplásticos em funcionamento nas estações de tratamento de água da Europa. O “Método de Ferro-Fluído”, inventado por Fionn foi capaz de coletar 87% dos resíduos plásticos nas amostras da feira de ciências promovida pelo Google na Irlanda em 1000 testes diferentes. Um feito notável. Confira vídeo de Fionn no link: https://www.youtube.com/watch?v=E_SEKSdv2CI#action=share

(Portal Consumidor Moderno)


Embraer testará avião elétrico de sua fabricação

Novo avião da Embraer deve fazer o primeiro voo de teste no ano que vem, e será o primeiro avião da empresa com tecnologia de propulsão 100% elétrica. O novo avião está pronto para receber os sistemas e componentes de voo. A aeronave é uma adaptação do avião agrícola Ipanema e não tem nome ainda. O projeto havia sido anunciado pela Embraer em maio e será fruto de um acordo de cooperação científica e tecnológica com a multinacional brasileira Weg, que está desenvolvendo o motor e o inversor do avião. A Embraer firmou também uma parceria coma Parker Aerospace, que será responsável por fornecer o sistema de arrefecimento do avião demonstrador da tecnologia. A fuselagem já está pronta e adaptada para receber baterias e sistemas elétricos do avião. Durante os próximos meses, as equipes técnicas da Embraer e da Weg continuarão testando os sistemas em laboratório para integração no avião e farão os ensaios em condições de operação real.


Embraer e Uber em parceria para produzir táxis voadores - O primeiro voo do protótipo está previsto para 2020. Durante a apresentação do projeto, o vice-presidente executivo de engenharia e tecnologia da Embraer, Daniel Moczydlower, afirmou que o avião Ipanema foi o escolhido por permitir uma adaptação rápida e de custos reduzidos. O avião terá mudanças nas asas para alocar as baterias, que ficarão no lugar dos tanques para os defensivos agrícolas levados pelo Ipanema. "Vamos trabalhar em uma plataforma que já conhecemos, o que agiliza o conhecimento", disse, na época, o vice-presidente. O novo avião elétrico da Embraer ainda não é considerado um futuro modelo de série da fabricante brasileira. Neste momento, o avião é tratado apenas como um demonstrador da nova tecnologia. No entanto, o novo avião elétrico pode ser fundamental para o avanço do projeto dos táxis voadores que a Embraer desenvolve em parceria com a Uber. Além dos táxis voadores, a Embraer afirmou que a nova tecnologia é importante para a redução das emissões de carbono na atmosfera. Anteriormente, a empresa já havia cogitado criar um avião comercial turboélice que utilizasse motores híbridos.


A tecnologia de eletrificação da Embraer não faz parte do acordo com a Boeing - "O processo de eletrificação faz parte de um conjunto de esforços realizados pela Embraer e outras empresas do setor aeronáutico que visam atender seus compromissos de sustentabilidade ambiental, a exemplo do que já vem sendo feito com biocombustíveis para redução de emissões de carbono", afirmou a Embraer, em nota. O desenvolvimento de novos motores elétricos para aviões será uma tecnologia totalmente brasileira, que não fará parte do acordo firmado com a Boeing. (Portal UOL - Vinícius Casagrande)


China já comprou 20 navios de soja do Brasil somente nesta semana

Enquanto Donald Trump e Xi Jinping continuam conversando, trocando ligações e mensagens, a China realizou, somente nesta semana, a compra de cerca de 20 navios brasileiros de soja. As informações partem do SIMConsult e os números e movimentações confirmam a continuidade do protagonismo do Brasil como maior exportador mundial da oleaginosa e principal fornecedor para o maior comprador global. A concentração da demanda da nação asiática no Brasil tem resultado em prêmios mais fortes, melhores oportunidades de negócio e isso converge ainda com a recente disparada do dólar frente ao real e com os desdobramentos da guerra comercial entre chineses e americanos, que seguem bem distantes de um acordo. "O preço é o mais alto do ano e a China comprou 17 navios de soja brasileira ontem. Na semana foram 20. A ração para frango cresceu 15% e o preço do suíno expandiu as criações para o norte e nordeste com melhora na produção para o terceiro trimestre na China. Ou seja, houve um aumento do consumo de milho e farelo de soja", explica Liones Severo, diretor do SIMConsult.


Chineses importam menos soja do Brasil - Ainda segundo números apurados pelo SIMConsult, a China já embarcou 39,575 milhões de toneladas d soja do Brasil de janeiro a julho deste ano. No mesmo período de 2018 eram pouco mais de 46,3 milhões. "Sim, a importação chinesa é menor este ano. No ano passado, exportamos 69,380 milhões de toneladas de soja para a China, este ano podemos chegar a, no máximo, 58 milhões. E faz todo sentido essa diferença. A oferta total do Brasil em 2018, de produção mais estoque inicial, foi de 127,3 milhões de toneladas, e este ano a oferta total é de 116,6 milhões. Nossa oferta total caiu quase 11 milhões", explica o diretor da SIMConsult.


A guerra comercial - Assim como aconteceu há alguns meses, as notícias sobre as conversas entre os presidentes da China e dos Estados Unidos têm sido mais frequentes nestes últimos dias e dão conta de que ambos seguem conversando, porém, definindo quais serão suas estratégias diante dos últimos movimentos de cada um. Ontem, a China já informou que precisa adotar contramedidas frente às ultimas tarifações anunciadas por Trump e que começam a valer em dezembro. Do mesmo modo, o presidente americano quer um acordo com a nação asiática, porém, "nos termos dos EUA".


Os preços da soja no Brasil - Neste cenário, os preços da soja brasileira têm registrado dias consecutivos de alta e registrado, principalmente nos portos, patamares importantes e consideráveis. E assim, as oportunidades para os produtores nacionais também seguem mais frequentes. Para o restante da safra velha, as referências têm se comportado entre R$ 86,00 e R$ 86,50 por saca nos principais terminais do país, enquanto para a safra nova os sojicultores já almejam os R$ 90,00. (Portal Notícias Agrícolas - Carla Mendes)


Upbeat Consulting | Upbeat MDC Consultoria Empresarial Ltda.

Gerando soluções nas transições de carreira, de informação e de negócios.

Rodrigo N Ferraz | rodrigo@upbeatconsulting.com.br | 5511 4200 8327

Ruben D F Ferraz | r.ferraz@upbeatconsulting.com.br | 5511 4192 3929



Upbeat Consulting | Headhunting, Vagas Difíceis

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.