ÚLTIMAS NOTÍCIAS | Ano 12 | Edição 005


Headhunter sp, Headhunting brasil, Executive Search, Consultoria Empresarial, Gerenciamento de Carreira, Aconselhamento Profissional SP, M&A Brazil, SEO

"bondade é uma linguagem que o surdo consegue ouvir e o cego consegue ler." (Mark Twain)

Bondade traz felicidade duradoura

Se já não bastasse o fato de que alcançar a felicidade é algo difícil por si só, ocorre que a satisfação que sentimos depois de uma atividade ou evento qualquer diminui a cada vez que experimentamos essa atividade ou evento novamente. A boa notícia é que parece haver uma exceção a essa regra, que nos permite manter a felicidade por mais tempo. Essa exceção ocorre graças ao que os psicólogos chamam de "adaptação hedônica", um jeito de nos acostumarmos com aquilo que nos satisfaz. Diferentes tipos de experimentos com voluntários mostraram que a felicidade não diminuiu, ou diminuiu muito mais lentamente, quando esses voluntários repetidamente se concentravam em fazer o bem aos outros, em vez de a si próprios. Sim, em busca da felicidade, você faz o bem a outros, não a si mesmo, e então alcança o patamar mais duradouro de felicidade. A conclusão é dos professores Ed O'Brien, da Universidade de Chicago e Samantha Kassirer, Universidade Northwestern, que publicaram seu trabalho na revista Psychological Science. Os resultados são consistentes com experimentos anteriores, que mostraram que a felicidade é obtida por meio da bondade e que a felicidade aparece junto com pessoas, não com coisas.


Bondade traz felicidade - No primeiro experimento, os estudantes receberam cinco dólares todos os dias, durante cinco dias, devendo gastar o dinheiro exatamente com mesma coisa de que gostassem todas as vezes, sorvetes, por exemplo. O detalhe é que os estudantes foram aleatoriamente separados em dois grupos: Os do primeiro grupo deviam gastar o dinheiro consigo mesmos, enquanto os do segundo grupo deviam gastar o dinheiro em benefício de outra pessoa, pagar um sorvete para alguém, deixar o dinheiro em um pote de gorjetas, fazer uma doação on-line para a mesma instituição todos os dias, etc. Finalmente, os participantes escreviam reflexões sobre sua experiência de gastos e felicidade geral no final de cada dia. Os dados mostraram um padrão claro: os participantes começaram com níveis semelhantes de felicidade, com aqueles que gastaram dinheiro consigo mesmos relatando um declínio constante na felicidade durante o período de cinco dias. Mas a felicidade não pareceu desvanecer-se para aqueles que gastaram o dinheiro em benefício de outra pessoa. A alegria de doar pela quinta vez consecutiva foi tão forte como na primeira vez.


Segundo experimento - Os participantes jogaram 10 rodadas de um jogo de palavras cruzadas. Eles ganhavam cinco centavos por rodada ganha, que podiam guardar ou doar para uma instituição de caridade de sua escolha. Após cada rodada, os participantes relatavam o grau em que a vitória fazia com que se sentissem felizes, exultantes e alegres.

Mais uma vez, a felicidade daqueles que deram seus ganhos diminuiu muito mais lentamente do que a felicidade relatada por aqueles que mantiveram seus ganhos - eles se sentiam felizes cada vez que praticavam a ação bondosa. "Se você deseja sustentar a felicidade ao longo do tempo, pesquisas anteriores nos dizem que precisamos dar um tempo naquilo que estamos consumindo atualmente e experimentar algo novo. Nossa pesquisa revela que o tipo de coisa pode ser mais importante do que se supunha: Doando repetidamente, mesmo de forma idêntica e para os mesmos outros, podemos continuar a nos sentir relativamente renovados e relativamente satisfeitos quanto mais o fizermos," comentou o professor Ed O'Brien. (Diário da Saúde)


O farmacêutico na era da informação e da tecnologia

Uma carreira em constante evolução, seja pelos desafios da incorporação de novas tecnologias, seja em função da própria ampliação de sua área de atuação, o farmacêutico teve que se reinventar. “O profissional saiu de trás do balcão e expandiu suas atividades. Com a expansão da farmácia clínica e das salas de serviços farmacêuticos, ele deixou de lidar apenas com o medicamento e passou a dar atenção à saúde do paciente”, analisa Marcos Machado, presidente do CRF-SP - Conselho Regional de Farmácia do Estado de São Paulo. Para o CEO da ABRAFARMA, Sergio Mena Barreto, o farmacêutico está cada vez próximo do consumidor e posiciona-se como um personagem estratégico na desafiadora tarefa de estimular o acesso à saúde no país. “Trata-se de um especialista que utiliza suas competências a serviço de uma proximidade maior com o paciente, agregando mais valor à sociedade com ações preventivas na detecção de riscos e influenciando hábitos mais saudáveis”, afirma Barreto.


O farmacêutico e a indústria - Nelson Mussolini, presidente executivo do SINDUSFARMA - Sindicato da Indústria de Produtos Farmacêuticos, entende que o farmacêutico é uma peça fundamental no desenvolvimento da indústria farmacêutica. “Essa relevância não irá mudar nem com a revolução tecnológica ou com as tecnologias que possam ser incorporadas aos nossos processos. Afinal, o discernimento que advém do conhecimento humano não será substituído pelas máquinas. Temos a certeza de que, nos próximos anos, o farmacêutico continuará sendo fundamental para o desenvolvimento de novos fármacos e de novos produtos para a indústria”, ressalta. (Panorama Farmacêutico)


Brasil Pharma não recebe ofertas por leilão da Farmais

Em recuperação judicial, a Brasil Pharma informa que não houve a habilitação de proponentes para o leilão da Farmais, rede varejista de produtos farmacêuticos. A companhia ainda definirá uma nova data para o leilão, que estava previsto para hoje, 24 de janeiro. Dentre outras medidas, o plano de recuperação judicial prevê a alienação de determinados ativos e unidades, que, além da rede de drogarias, incluiu outros pontos comerciais. Segundo o fato relevante, houve manifestação de interesse e habilitação em relação a dois pontos comerciais. O plano de recuperação judicial foi homologado em 27 de novembro do ano passado, pela 2ª Vara de Falências e Recuperações Judiciais do Foro Central da Comarca de São Paulo, após ter sido aprovado pelos credores. (Blog Fusões & Aquisições)


Blood Test Detects Alzheimer's Damage Before Symptoms

A simple blood test reliably detects signs of brain damage in people on the path to developing Alzheimer's disease - even before they show signs of confusion and memory loss, according to a new study from Washington University School of Medicine in St. Louis and the German Center for Neurodegenerative Diseases in Germany. The findings, published Jan. 21 in Nature Medicine, may one day be applied to quickly and inexpensively identify brain damage in people with not just Alzheimer's disease but other neurodegenerative conditions such as multiple sclerosis, traumatic brain injury or stroke. (Pharmaceutical Processing newsletter)

Crescimento da China em 2018 é o menor em 28 anos

A economia da China desacelerou no quarto trimestre sob o peso do enfraquecimento da demanda doméstica e das tarifas dos Estados Unidos, levando o crescimento em 2018 para o menor patamar em quase três décadas e pressionando Pequim a adotar mais medidas de estímulo para evitar uma desaceleração mais acentuada. Sinais crescentes de fraqueza na China estão alimentando o nervosismo sobre riscos à economia mundial e pesando sobre os lucros de empresas que vão da Apple a grandes montadoras. Como esperado, o PIB chinês do quarto trimestre cresceu no ritmo mais fraco desde a crise financeira global, caindo a 6,4 por cento na comparação com o ano anterior, de 6,5 por cento no terceiro trimestre. Isso levou o crescimento no ano de 2018 a 6,6 por cento, taxa mais baixa desde 1990. O PIB chinês em 2017 cresceu 6,8 por cento. (Agência de notícias REUTERS - Kevin Yao e Yawen Chen)


Ministério do Meio Ambiente quer punir fiscais que tenham multas inconsistentes

O Ministério do Meio Ambiente quer criar regras que permitam punir fiscais que apliquem multas consideradas inconsistentes pela pasta. O plano é responsabilizar os servidores que tenham autos de infração revertidos em outras instâncias. O ministro, Ricardo Salles, encomendou um levantamento das multas aplicadas pelo IBAMA - Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis nos últimos cinco anos para identificar esses casos. Na prática, a medida tem o objetivo de ampliar o controle sobre o trabalho dos servidores do órgão. Para muitos fiscais, no entanto, a ação pode intimidar os funcionários e enfraquecer o serviço de fiscalização ambiental. (Portal Notícias Agrícolas)


Upbeat Consulting | Upbeat MDC Consultoria Empresarial.

Gerando soluções nas transições de carreira, de informação e negócios.

Rodrigo N Ferraz | rodrigo@upbeatconsulting.com.br | 5511 4200 8327

Ruben D F Ferraz | r.ferraz@upbeatconsulting.com.br | 5511 4192 3929



Upbeat Consulting | Headhunting, Vagas Difíceis

Performance em transições de carreira, de informação e de negócios.